quinta-feira, 13 de julho de 2017

Assuntos europeus



Perdoar-se-me-á que mantenha uma atenção particular sobre a pasta dos Assuntos Europeus. Afinal, ocupei aquele gabinete por mais de cinco anos, dediquei boa parte da minha carreira diplomática àqueles temas, continuo a tê-los como o meu principal "fond de commerce" de interesses.

Por razões que desconheço, mas que respeito, sai dos Assuntos Europeus Margarida Marques. Tanto quanto me foi dado observar, foi uma excelente secretária de Estado: conhecedora dos dossiês, com visão estratégica, neste tempo muito mais exigente na área europeia do que alguns curiosos da "espuma dos dias" políticos podem julgar. Tenho a imodéstia de assumir que só digo isto de algumas escassas pessoas, entre todos os meus sucessores no cargo.

Em sua substituição, assume funções Ana Paula Zacarias, uma excelente diplomata. Tal como Margarida Marques, é uma pessoa conhecedora dos meandros bruxelenses, com uma carreira brilhante no Serviço Europeu de Ação Externa. O primeiro-ministro e o MNE ganham uma colaboradora de "primeira água", a quem desejo o maior sucesso.

Ontem, em outro post, referia por aqui que as mulheres dominam nos assuntos europeus, em Portugal. Nos casos que referi, acumulam: são mulheres e muito competentes. O país continua muito bem servido na pasta dos Assuntos Europeus. E bem precisa!


4 comentários:

Anónimo disse...

Império Altice

http://lamoraledenosbergers.info/images/F20170406_06.jpg
http://lamoraledenosbergers.info/images/F20170406_04.jpg
http://lamoraledenosbergers.info/F20170406_Le_pouvoir_d_influence_délirant_des_dix_milliardaires_qui_possèdent_la_presse_française.html
https://www.franceinter.fr/emissions/l-enquete/l-enquete-03-septembre-2016


Anónimo disse...

As vidas profissionais são feitas de injustiças que por vezes se traduzem em saltos bruscos de Nova Iorque para Viena.
Uma visão estratégica de Portugal poria já Margarida Marques numa posição de chefia na Comissão Europeia e não no parlamento português onde será subaproveitada.
Manter a mesma chefe de gabinete que escondia informação na REPER e era de caprichos será um mau começo para Zacarias que já está à prova e terá de trabalhar com um novo director geral difícil, e não o mais experimentado conhecedor das políticas europeias.

Anónimo disse...

dificil entender a saida de margarida marques
reduzida à AR é obviamente um subaproveitamento que entristece
nuno caiado

Anónimo disse...

Grande intrigalhada. Espero que a minha amiga Ana Paula Zacarias não fique prejudicada.
JPGarcia