domingo, 25 de junho de 2017

Gambuzinos

Foi há dias, no final de uma palestra que fiz sobre temas internacionais. Tinha havido várias perguntas da assistência, mas uma jovem aproximou-se e disse querer colocar-me uma questão em privado: se eu acreditava que, como alguns argumentam, o 11 de setembro, nomeadamente o ataque às Twin Towers, foi afinal uma operação montada pelos Estados Unidos, como pretexto do ataque ao Iraque. 

Perguntei-lhe se, nessa sua perplexidade, se inseria o facto de não haver imagens dos aviões caídos na Pensilvânia e no Pentágono. Esperançada, completou-me: "e o facto de não haver ninguém no Pentágono aquando da explosão, atribuída ao suposto avião". 

Desiludi-a. Não, não acredito nisso, nem em teorias conspirativas, nem em Bilderberg, nem em gambuzinos. Mas acho imensa graça a quem acredita, aos cultores do "não é por acaso que...", a quantos acham que há sempre interesses ocultos por detrás de tudo, que nada ocorre por acaso, que há um mundo de tramóias sempre pronto a atuar. Aqui entre nós, essas pessoas (em que se incluem alguns dos comentadores que aí vão surgir, aposto!) devem ser felizes, por julgarem ter "descoberto a pólvora". Que lhes faça bom proveito!

12 comentários:

Anónimo disse...

Ha dias aconselhei um amigo:

Salva uma GAMBUZINA da CANICULA, leva-a a ver uma FITA.

Nos anos 70 em Bruxelas a canicula era de susto. Depois de almoco vi pardalitos mortos junto de uma pequena fonte perto das Portas de Namur. Decidindo que talvez uma fita garantisse ar condicionado fui com o meu gambuzino ver um Pasolini "Mil e uma noites". Na bilheteira perguntaram algo sobre legendas. Com uma agua de picos na mao so dissemos em coro: "desde que o ar condicionado esteja a funcionar". Mais frescos apos os anuncios compreendemos a pergunta. O filme tinha legendas sim, mas a dobrar: em frances e flamengo. Algumas cenas mais ousadas ficaram imediatamente censuradas abaixo da cintura dos actores.

Revi a fita anos mais tarde no National Film Theatre com legendas em ingles que nao cobriam a imagem. Como sera no pais de Gales? 1 legenda? 2 legendas?

Bom domingo. Boas ferias

Saudades

F. Crabtree

Anónimo disse...

Para se maravilhar com coisas de dificil explicaçao basta pegar num bom livro de ciencia

https://www.youtube.com/watch?v=GgzCXV349_A

quanto as torres gemeas, as que eu prefiro moram ali no monte da caparica. ja nao têm a beleza de outrora, mas são ainda um par de irmãs muito cobiçado...




Joaquim de Freitas disse...

Evidentemente que não é um pobre comentador que pode dizer o contrário, mas talvez seja mais fácil dizer « que não se acredita » nas teses de complots e nas inúmeras « tramóias » , que dar algum crédito a uma ideia muito generalizada que os Estados, e particularmente os EUA, utilizaram desde sempre a guerra e a mentira como ingredientes para uma hegemonia contínua.

Quando Powell mente ao mundo inteiro na ONU, é em toda consciência que o faz, sob ordem de Bush. Quando a busca pela legitimação duma guerra premeditada rompe a barreira
da veracidade, ela pode levar uma população a acreditar, de forma fiel, nas políticas postas em prática pelos governantes.
A mentira, neste caso, era endereçada por Powell para a opinião pública da nação que estava a ser enganada. Mas não só. As mentiras entre Estados existem. Blair “comprou” a mentira imediatamente.

Quando alguém faz uma afirmação, tendo consciência que ela é falsa, na expectativa de que outras pessoas acreditem é um ato deliberado, positivo, que visa conduzir o receptor a uma conclusão falsa de alguma história.

Dessa forma, uma série de artimanhas ou “tramóias”, como escreve, pode ser posta em prática para esse fim.

E como o grande objectivo é proteger os interesses do país, mesmo se na verdade se trata de encobrir uma estratégia controversa, mas considerada inteligente., a mentira, nesse caso, é corriqueira e quotidiana. Ela não acontece apenas quando a nação está frente a alguma ameaça.

Isto prova que, os ideais defendidos pela ONU, não podem ser levados em consideração na política internacional. Cada Estado, agindo por conta própria e buscando seus próprios benefícios, age como bem lhe convém.

Assim, o “pretendido ataque” dum barco americano no golfo do Tonkim,, pelo Vietname do norte, desmentido pelo comandante do barco ele memo, foi o prelúdio da guerra do Vietname.

Os ataques da Al-Qaeda aos prédios do World Trade Center (WTC) e ao Pentágono fizeram mais do que matar centenas de pessoas. Foi uma afronta à maior potência política/económica global. Isso serviu para mostrar a fragilidade na segurança doméstica do país que possui o maior orçamento voltado para os serviços militares e de inteligência do mundo.

Historicamente, os EUA é um país que sempre participou em guerras fora das suas fronteiras. As duas guerras mundiais tiveram a Europa como teatro, assim como a Guerra do Golfo foi travada no Oriente Médio e a Guerra do Vietname . Talvez por isso a segurança nacional não estivesse preparada para tal golpe, aplicado pelo grupo de Osama Bin Laden.

E este golpe surgiu “ à point”…Colin Powell fez o discurso da mentira e foi o gatilho para a guerra

Bush tentou legitimar o ataque ao Iraque com as resoluções 678 e 687 da (ONU), as quais autorizam – pois ainda estão em vigor – os Estados Unidos e os seus aliados a livrarem o Iraque de armas de destruição de massa. Resolução 1441, de Novembro de 2002.

Bush fez declarações que sugeriam uma responsabilidade “parcial” de Saddam sobre os atentados ao WTC; e de que o governo Bush dizia ter esperança de encontrar uma resolução pacífica para a crise do Iraque… Uma a uma, cada mentira dessas foi desfeita, às vezes reconhecida pelos próprios autores.

Donald Rumsfeld disse, em 2002, que tinha provas da ligação entre o líder iraquiano e o líder da rede terrorista Al-Qaeda. No entanto, em 2004 ele afirmou ao Conselho de Relações Internacionais: “Da minha parte, não vi nenhuma evidência forte, indiscutível, que ligasse os dois”.
Colin Powella, após garantir a existência da parceria Iraque/Al-Qaeda, admitiu, também em 2004: “Não vi fumaça saindo do revólver

Em conclusão, Senhor Embaixador, os Americanos, nunca esperam pela “fumaça” a sair do revólver, Por isso, contrariamente ao Senhor, creio em tudo aquilo em que não crê. Bilderberg e todo o resto… Eles são capazes de tudo!

L M D disse...

Não tenho duvidas que a intervenção no Iraque em 2003, se deveu a interesses económicos dos EUA, mas, custa-me a acreditar que o 11 de setembro tenha sido um inside job, é demasiado grave para isso.

Joaquim de Freitas disse...

Senhor Embaixador : Se me permite, mais esta reflexão : Pergunto a mim mesmo desde sempre, sabendo o que aconteceu no Chile, em Cuba, no Panamá, na Nicarágua, no Guatemala, e em todos os países, onde a « a fumaça do revólver americano » saiu, o que teria acontecido aos Portugueses se, em 1974, o MFA , que o Senhor conheceu do interior, tinha insistido numa rota mais “ao leste”…
Claro que não se viu “ a fumaça do revólver”, porque nem foi preciso sacá-lo do estojo… Bastou mostrá-lo ao largo, no Atlântico…Ou simplesmente também não houve “tramóia” ?

Anónimo disse...

"Não, não acredito nisso, nem em teorias conspirativas, nem em Bilderberg"

Suponho então que para o Sr Embaixador conspirações não existem, mais valeria remover essa palavra do dicionário. Nem em Bilderberg, ora essa, ainda a coisa de semanas houve uma reunião desse famoso grupo, o Sr Embaixador ate dedicou aqui um pequeno texto acerca disso. Ja agora ... de que falaram eles por lá? É que não encontrei nadinha para ouvir ou ler.

"Mas acho imensa graça a quem acredita, aos cultores do "não é por acaso que..." "

Suponho então que achou imensa piada ao Transatlantic Trade and Investment Partnership (TTIP), que andou a ser negociado pela calada entre os eua e a UE durante varios anos. Sim pela calada, tanto que quando alguem fez o grande favor de trazer os documentos a publico em Bruxelas ficaram furiosos.

Ja agora Sr Embaixador, do World Trade Center WTC quantos edificios cairam ?
Resposta A : Caiu 1 edificio.
Resposta B : Cairam 2 edificios.
Resposta C : Cairam 3 edificios.

Anónimo disse...

E a Operação Northwoods também é teoria da conspiração?
Olhe que não olhe que não.
E a Gladio mais as suas irmãs stay-behind criadas pela nato com os atentados terroristas de bandeira falsa, tambem é teoria da conspiração?
Olhe que não olhe que não.
E a grande mentira das armas de destruição em massa que serviu como justificação para invadir o Iraque, tambem é teoria da conspiração?
Olhe que não olhe que não.
E a cia + nsa espiolharem tudo e todos atravez dos computadores, telemoveis, smart tvs, emails e ate os routrs tambem é teoria da conspiração?
Olhe que não olhe que não.
E o golpe de estado na Ucrania em que a Sra Victoria Nuland (Miss Fuck the EU) que se gabou dos usa terem gasto $5 Billion , tambem é teoria da conspiração?
Olhe que não olhe que não.

Esta a entender Sr Embaixador? E por causa das mentiras serem constantes, tao grandes e tao graves que muita gente ja nao acredita nas versoes oficiais. E fazem bem em procurar, investigar e se informar de forma critica em vez de papar o que lhes querem por na boca.
Mas estas pessoas irritam os que usam a mentira para alcançar os seus fins e por isso teem de ser condicionadas, nada melhor que lhes por o rotulo de teorico da conspiracao para as fazer ridiculas

Anónimo disse...

Na manha de 11 de Setembro de 2001,
19 homens armados com X-actos foram orientados por um homem em dialise que habitava numa caverna do outro lado do mundo
que usava um telemovel via satelite e um portatil, para dirigir a mais sofisticada penetração no espaço aereo mais bem
defendido do planeta. Dominaram os passageiros e piotos com treino militar de defesa pessoal de 4 avioes comerciais antes de
voar descontroladamente fora de curso por mais de 1 hora sem serem interceptados por um unico caça.
Estes 19 sequestradores conseguiram derrubar 3 edificios com 2 avioes em Nova York.
Enquanto em Washington um piloto que nem um simples cesna conseguia pilotar foi capaz de descer 8000 pes numa curva de 270 graus e ao nivel do solo atingir o Pentagono
atingindo o escritorio dos analistas de orçamento onde funcionarios trabalhavam no misterio do desaparecimento de US$2.3 trilhoes que o secretario Donald Rumsfeld anunciara
faltar aos cofres do Pentagono. Felizmente os noticiarios souberam em poucas horas quem foram os responsaveis dos atentados.
As evidencias cairam no colo do FBI quando o passaporte de um sequestrados foi achado intacto nos escombros do WTC.
Mas por alguma razao, teoricos malucos de uma teoria da conspiracao exigiram uma investigacao sobre o maior ataque ao solo Americano.
A investigação foi... atrasada, subfinanciada. E o relatorio das agencias oficiais ainda não é publico.

https://www.youtube.com/watch?v=Nnc1p34nXU8

Anónimo disse...


Ele também pode bem ser "a tempestade perfeita" como se vio com os incêndios em Pedrogão.
As condições, a certa altura, acumulam-se para que tudo corra mal e pode haver uma trovoada ceca e vai tudo abaixo. Na política como na vida de cada um também acontece assim.
No outro dia estava a ler relatos dos últimos dias do 2º Império francês. Apercebo-me que aquilo que aparentemente era uma sociedade forte, organizada e com prestígio internacional se desmoronou em dois ou três dias. A regente do Império, a Imperatriz Eugénia, teve que fugir das "Tuilleries" para a rua a pé, como uma pedinte, abandonada pela sua guarda e por todos os fucionários curiais, para não cair nas mãos dos revolucionários e conseguir embarcar escondida para o exílio.
A sociedade francesa da altura não consguiu ultrapassar a derrota face aos alemães e o castelo de cartas desmoromou facilmente.
Com o 11 de Setembro, para muitos é um facto que uma explicação sensata não pode satisfazer. Por isso aceitam quase todas as explicações não das causas do acontecimento mas como aconteceu. E daí ao mito, é um saltinho que o comum dos mortais encontra como refúgio.....

Anónimo disse...

Os "culpados" das trapalhadas nacionais que ocorrem, foram obra não de gambuzinos internacionais mas não dos gambuzinos nacionais, geringonços mentais.....para não ter de chamar outra coisa mais grave: 64 mortos !

Anónimo disse...

Albert Einstein:

""Insanidade: fazer o mesmo repetidamente e esperar resultados diferentes"

Anónimo disse...

Está em criação como sistema redundante ao SIRESP, o SEVVC Sistema Vacas Voadoras Costa).