domingo, 24 de julho de 2016

Mário Soares


O primeiro-ministro decidiu prestar ontem uma justa homenagem a Mário Soares, por ocasião da passagem do 40° aniversário da entrada em funções do I Governo constitucional, em 1976, que ele chefiou. O próprio Mário Soares esteve presente no evento, não obstante a sua debilitada saúde. Tenho muita pena que, por compromissos assumidos fora de Lisboa, me não tenha sido possível associar-me a esta homenagem.

Mário Soares é uma figura cuja grandeza histórica e relevância na nossa vida cívica se evidenciam com a passagem do tempo. É, no meu caso, também um amigo a quem devo muitas atenções pessoais e todos os exemplos que soube dar-nos, ao longo da vida.

Portugal já não poderá contar com a palavra de Mário Soares no exercício da sua cidadania. Resta-nos recolher, como ontem foi feito, testemunhos que permitam que, pela memória, o seu património cívico seja preservado e promovido.

5 comentários:

Anónimo disse...

Caro Francisco,

Também eu devo a Mário Soares muitas atenções pessoais e ainda várias outras coisas, a começar pela liberdade.

Um abraço

JPGarcia

A Nossa Travessa disse...

Chicamigo

O Mário foi meu professor de História tinha eu 13 aninhos - mas só me ensinou POLÍTICA por isso compreendes que o adoro. Trabalhei com ele durante muitos anos; por vezes tem um "mau feitio, mas depois arrepende-se. Estive com ele muitíssimas vezes em lutou pela Liberdade e Democracia. Mas a melhor estória com ele foi durante uma sessão no Trindade; eu estava na plateia e levantei-me para lhe dizer " muito obrigado por ser o meu pai político.

E ele no palco: Vai chamar pai a outro!!!...

Abç do Leãozão (Tripito, esta pré-época está a ser um desastre...)

Luís Lavoura disse...

porque e que portugal ja nao podera contar com a voz de mario soares? aconteceu-lhe alguma coisa?

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Luis Lavoura. Estranho muito essa questão.

josé ricardo disse...

A vida é assim. De repente, o mais jovial dos políticos envelheceu.
Um abraço,
José Ricardo