sábado, 30 de julho de 2016

Conversas no Pereira (1)

- Já viste o rebuliço que vai na direção dos mídia? 

- É verdade! É a TSF, é o Público, é o DN... Tudo com diretores novos. 

- Achas que, no fundo, vai mudar alguma coisa? 

- Duvido. Mas, confesso, a mim só me interessa que não mude a direção de um único jornal.

- Qual é?

- É o "Diário da República"...

4 comentários:

Anónimo disse...

Senhor Embaixador

O que são «MIDIA«?

Sei o que são «MEDIA». «MEDIA» é uma palavra latina que se traduz por «meios».

Não é uma palavra da língua inglesa. Acontece que os anglófonos a pronunciam mal.

É, mais ou menos, o que se passa com o Estado da Florida.

Francisco Seixas da Costa disse...


Eu adotei a expressão brasileira, porque a achei sintética. E o português do Brasil é tão português como qualquer outro, até porque não somos donos da língua. Leia aqui, por e exemplo:
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/M%C3%ADdia_(publicidade)

Anónimo disse...

Eu aqui no Parque de Campismo da Caparica (antes isso que o estabelecimento prisional do Golungo...) e o Senhor Embaixador nem se digna passar para comer uns couratos comigo e com a minha Lizette! Sempre elitista, o que é estranho num homem que até é do norte e nem é liberal... Bem o topou nas redes um filho de artista, que veio lembrar que o Senhor Embaixador pertence às classes privilegiadas que iam para férias nos anos 60 do século passado. Tome lá e embrulhe! Tenho dois lugares aqui na tenda à sua espera. Sinceramente

a) Feliciano da Mata

Anónimo disse...


Mas quem é esta gente que aproveita este blog para ser desagradável com o seu autor?

O que aqui se deixa todos os dias são pensamentos, reflexões, opiniões, histórias mais ou menos eivadas de um cunho pessoal. Mas ninguém é obrigado a comentar, a concordar, ou a discordar do que aqui se diz, se conta, se relata.

Já não peço que comentem o que é escrito pelo Embaixador ( maioria dos comentários são "a latere" ), mas pelo menos que escrevam com elegância e graça, se a tiverem.
O anónimo das 9h34 claramente não tem nenhuma. Das duas.