quarta-feira, 27 de abril de 2016

Guerra dos Tronos

Anda por aí uma coisa cinzenta ou esverdeada escura, com o que me parece ser uma ceguinha, tudo de longos e tristes balandraus e gente desgrenhada ou de ar espantado e sem sorrisos, com uns cavalos à mistura, num clima que me lembra tardes invernosas de Vila Real, com o vento a puxar do Marão. Só vi fotografias, mas parece que são filmes de televisão. E, claro, "imperdíveis". 

Às vezes, tenho pena de não poder acompanhar algumas conversas sociais sobre isto, mas ando assim há décadas. Havia, em tempos, uma coisa chamada "Twin Peeks", em que aparecia nos anúncios uma cabeça de mulher num saco de plástico e que, também, me fez surgir como ignorante em dezenas de conversas.

Tenho sempre uma curiosidade residual face a estas coisas, mas ela acaba por não ser suficiente para lhes dedicar o meu tempo. E o tempo, nestes dias que me correm rápido, é a "commodity" mais preciosa.

4 comentários:

o Merceeiro disse...

já semos dois e amanhã talvez semos muitos mais !

Majo disse...

~~~
Não tenho pachorra para tanta fantasia,

ainda que possa passar por ''démodé''...

Prefiro a leitura do que gosto.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Dor em Baixa disse...

Também não vejo "imperdíveis", nem telenovelas, nem casas do segredo e afins e não adiro a campanhas organizadas por televisões. Acontece, portanto, com frequência que fico off.

Anónimo disse...



A Guerra dos Tronos e' para uma geracao mais nova... uma geracao apaixonada pelo Hobbit, pelo Senhor dos Aneis e outros livros e historias de fantasia e de um mundo magico.

Se gosta recomendo, senao nem vale a pena... Seja como for, com toda a franqueza, tenho que confessar que a producao e' BRILHANTE. Recomendo... assista pelo menos 'a primeira temporada, nao desista ao fim do primeiro episodio e depois conversamos...

Cumps.