domingo, 6 de setembro de 2015

O segundo mergulho de Marcelo


Foi em 1989 que Marcelo Rebelo de Sousa mergulhou num Tejo poluído para chamar a si alguma visibilidade, por ocasião da sua candidatura à presidência da Câmara Municipal de Lisboa. Como ele já explicou, embora à época fosse um cronista influente do "Expresso" e até antigo membro do governo, o professor não era a vedeta mediática em que os anos vieram a transformá-lo e os portugueses, mesmos os lisboetas, não o conheciam muito bem. Esse mergulho, tal como outras iniciativas pretendidamente inéditas, como guiar um taxi pela cidade, não lhe vieram a servir de muito: seria derrotado facilmente por Jorge Sampaio.

Neste fim de semana, assistimos a Marcelo a visitar a Festa do Avante. Dir-se-á que, no passado, já havia estado naquela feira, mas ninguém deixará de ligar esta visita, acompanhada por câmaras de televisão, em tempos de uma próxima eleição presidencial, a um gesto marcado por algum oportunismo. 

Marcelo (o facto de ser conhecido por "professor Marcelo" e não por "professor Rebelo de Sousa" é algo que deve ser ponderado) é uma figura única no panorama público português. À sua notoriedade corresponde um evidente registo de simpatia. Consegue ser popular sem ser popularucho, talvez porque o qualificativo de "professor", isto é, de alguém "que sabe" (ao que quer fazer parecer, sabe um pouco de tudo), introduza sempre uma certa distância face àqueles que o contactam e o ouvem. Ao encontrá-lo na rua, as pessoas sentem que está ali alguém que lhes entra pela casa dentro com regularidade, são naturalmente tocadas por uma espécie de distanciada intimidade, na sensação de que, no fundo, o conhecem, tantas vezes e tão obsessivamente o ouvem falar de tudo e de alguma coisa.

Será isso suficiente para o fazer eleger presidente da República? Melhor: será isso imperativo para que o PSD de Passos Coelho o venha a apoiar para essa aventura, sabendo, à partida, que, em caso de eleição, estaria longe de ter um "yes man" em Belém (também o não teriam com Rui Rio)? Depois da saída de cena de Santana Lopes, de um Rui Rio que continua a dizer coisas muito pouco marcantes, embora com ênfase quase artificial, o que não contribui para a fixação de uma imagem nacional sólida, Marcelo surge como alguém que todos achamos que já "conhecemos", pelo que parece ter a vida cada vez mais facilitada à direita - e, sejamos honestos, a cacofonia à esquerda também lhe está a "dar uma mão".

Mas, voltando ao princípio: no que me toca, ver um potencial candidato da direita a ir à Festa do Avante, para tirar umas "selfies" e ter um banho de abraços de camaradagem (no sentido mais "típico"), condiz muito pouco com a imagem que me apetece ter do presidente da República para o meu país. Mas eu não faço parte do eleitorado de Marcelo Rebelo de Sousa, pelo que o meu voto aqui nada conta...  

18 comentários:

Anónimo disse...

o seu estilo é mais o dos presidentes que choram ou que mandam a polícia desaparecer

Fernando Correia de Oliveira disse...

"Será isso suficiente para o fazer eleger presidente da República? Melhor: será isso imperativo para que o PSD de Passos Coelho o venha a apoiar para essa aventura, sabendo, à partida, que, em caso de eleição, estaria longe de ter um "yes man" em Belém (também o não teriam com Rui Rio)? " Então o Embaixador também já acredita na vitória da coligação de direita? Ou a frase é apenas "um acto falhado"? ;-)

Anónimo disse...

Enorme e frivolo texto, para uma conclusão que todos sabemos !....

Jaime Santos disse...

A foto e deliciosa senhor Embaixador, porque faz parecer que Marcelo esta a fugir de um tubarão (o crawl de Marcelo e tudo menos perfeito). Este fim-de-semana, ele parece ter estado a vontade mergulhado em aguas bem mais vermelhas. Mas isso traz-me a pergunta que ja lhe fiz aqui a propósito da diferença entre Santana Lopes e Marcelo. O que e que Marcelo trouxe a nossa vida publica? E um homem serio e inteligente, tem o seu que de intelectual de Direita irreverente, tem sentido de humor, mas as suas ações pautam-se por um quase-complexo de Peter Pan, ele, como a imagem mostra, não passa de uma criança grande, algo longe do perfil austero de Cavaco Silva, por exemplo, embora se um perfil austero e sinonimo de um próximo Presidente como Cavaco, ate eu voto já em Marcelo. O oposto do candidato em quem a Direita tradicional quereria votar e não exatamente, ate pela falta de provas dadas na política, alguém a quem possamos confiar o mais alto cargo da Nação. Numa coisa Marcelo tem razão. Passos Coelho e um homem altamente inteligente e uma prova disso também esta no facto de não confiar de todo em Marcelo.

Anónimo disse...

O melhor posicionado é Sócrates.

Maria Eu disse...

Não esquecer, também, a sua entrevista na revista Cristina. Essa mesma! Aquela em que Joana Amaral Dias está a fazer furor. Marcelo fez par sorridente com Cristina Ferreira na capa, só não apareceu despido.

josé ricardo disse...

Caro sr. Seixas da Costa,
Concordo com o ponto de vista que, sendo focado na extraordinária personagem que é o professor Marcelo (conheci um professor Pardal, um igualmente extraordinário personagem, inventor de profissão; e também conheci um professor Baltasar, não sei bem de onde), pode, no entanto, ser alargado para o âmbito de uma campanha eleitoral presidencial que já se iniciou. O que o professor Marcelo faz não é muito diferente do cicloturista Sampaio da Nóvoa, do extenuadamente reflexivo Rio,ou até da artificial aura presidencialista de Belém.
Um abraço
José Ricardo

Anónimo disse...

Para nós, cá de cima (não digo Norte porque aí, o Norte, só vai até às proximidades das Antas) o Marcelo é um lisboeta e, como tal, quer o orçamento ali à boquinha. Na altura do mergulho até se dizia que se fosse para a câmara do Porto seria o Marcelo “Rabelo” de Sousa. E ontem,
- Os de Sousa estavam em festa, pá, fico contente!

Anónimo disse...

Interessante também o timing e a disponibilidade de Marcelo para aparecer no Snap-Expresso (convidado?), quer para mostrar a sua presença na festa do Seixal, quer para se mostrar em casa e no estúdio da TVI como comentador. Agora no targeting aos mais novos, a cada janela de oportunidade, ele lá está.

Gosto do seu blog.

Leonor Gil

Fernando B. disse...

Claro que Marcelo vai ser o próximo inquilino de Belém. Possivelmente sem o meu voto. Se perder esta premonição, Barca Velha, bebo e pago uma contigo.

Anónimo disse...

Marcelo é um perdedor nato! E irá, uma vez mais, perder estas eleições presidênciais. Pode ser até um tipo que a populaça aceita bem, com quem simpatiza, mas não o veem, na sua maioria, com perfil para PR.

Anónimo disse...

É desta vez que Marcelo Rebelo de Sousa irá a votos para ganhar. Nunca o deixaram governar como gostaríamos de ter visto. Como sabem se Ele não será bom no lugar? Deixem-no ir até ao fim, e, logo veremos como é. Vou votar Marcelo Rebelo de Sousa sem hesitar.

Anónimo disse...

Marcelo, Rio ou Santana nunca teriam o meu voto, mas qual a preferência de VExa.?

Quer mais Soares, Sampaio ou Cavaco? É que Nóvoa, Maria e companhia também vão pelo mesmo caminho. Para esquecer.

Por amor da Santa, alguém nos salve!

Anónimo disse...

Anedota do dia:

"Taxista inglês - teve classe!
Chega de abusos....em nome da tolerancia!!!!!


Isto aconteceu na cidade inglesa de Manchester....

Um muçulmano devoto e barbudo entra num táxi.

Uma vez sentado, pede ao taxista para desligar o rádio, porque não quer ouvir
música, como decretado na sua religião, e porque no tempo do profeta não havia música, especialmente música ocidental, que é música dos infiéis.

O motorista do táxi educadamente desliga o rádio, sai do carro dirige-se à porta
do lado do cliente e abre-a.

O Ãrabe pergunta: - "O que você está a fazer?

Resposta do taxista: - "No tempo do profeta não havia táxis, por isso saia e espere pelo próximo camelo".".......


M.G.P.MENDES disse...

...NÃO CONTA COM O SEU NEM COM O MEU!!!!
O comentador mais mediático das "tvs" (já passou por 2, que me lembre...)veio emprestar a sua "coerência" aos partido comunista que detém o record da "coerência" ao ter sempre como objectivo a tentativa de destruição do Partido Socialista!
...Basta recordar - e nunca será demais fazê-lo - o apoio dado à direita parlamentar com o VETO do PEC IV!...E se analisamos as "coligações" nas autarquias chegamos à mesma constatação...

disse...

Escreveu Virgílio:
"Tu Marcellus Eris!"
E escreveu muito bem...

Anónimo disse...

Só mesmo um tolo acredita que o "professor" alguma vez ganhará eleições!

Graça Sampaio disse...

Nojo... esse senhor dos mergulhos! Papagaio de serviço na TVI juntamente com a menina de Sousa e os seus olhinho de virgem ofendida... nojo!