terça-feira, 25 de agosto de 2015

Uma história feliz


Esta história aconteceu mesmo.

O jovem militar Francisco da Costa Gomes, que mais tarde viria a ser presidente da República, passou um dia pelo atelier do seu amigo Henrique Medina, em Lisboa, e ficou deslumbrado pela figura representada no retrato que aqui se reproduz. Costa Gomes era um transmontano de Chaves. Maria Estela, a jovem que figurava no quadro vestida de "mordoma", era uma minhota de Viana do Castelo. Costa Gomes quis conhecer a jovem. E conseguiu. Dois anos mais tarde, apaixonaram-se e viriam a casar. O quadro passou a fazer parte da sua vida. Depois de ambos falecerem, a Câmara Municipal de Viana do Castelo tomou a boa decisão de o adquirir. Hoje, figura no respetivo salão nobre, onde o fui agora encontrar.

Há histórias felizes.

9 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Caro Chico

Cada vez é mais difícil encontrar uma estória feliz; e quando se a encontra há que aplaudir, como a atitude da Câmara Municipal de Viana do Castelo. Mas, deixa-me que te diga: tu vais encontrar cada coisa que cada duas é um par...

Num tempo em que a felicidade bateu asas e voou [... e o culpado é o... (des)Governo!] um exemplo como este é motivo para abrir a boca e de seguida fecha-la não vá uma mosca...

Abç do Leãozão (depois de amanhã é que vão ser elas... Valha-nos a Senhora da Agrela que não há santa como ela)

Portugalredecouvertes disse...


Se me permite Sr. Embaixador que coloque um vídeo bastante engraçado da festa de Viana em 1958, algumas raparigas parecidas com a minhota do quadro ?!


https://www.youtube.com/watch?v=39JSiM23wwc
ou outro
https://youtu.be/39JSiM23wwc

Anónimo disse...

Penso muitas vezes no filho deles, o Xico, que era bonito como a Estela e morreu muito antes dos pais. Devem estar todos juntos agora.

Anónimo disse...

Esta historia feliz recordou-me um autoretrato de Medina que vi em Braga na decada de 80 - "Patriota Jugoslavo".Comprei varios postais que enviei a amigos mas esqueci-me de guardar um para a minha coleccao. A pintura ainda estara em Braga? E ainda ha postais?

Continuacao de boas ferias pelo Norte.

Saudades

F.Crabtree

Anónimo disse...

Interessante. Desconhecia. Gostei de ler e de saber desta história que aqui nos conta.

Reaça disse...

Os jovens oficiais do exército no tempo do Estado Novo, eram o partido mais cobiçado pelas meninas mais prendadas.

Um simples garboso aspirante de cavalaria desfilando fazia desmaiar qualquer menina, e fazia morrer de inveja qualquer rapazola.

Anónimo disse...

Gostei, a vida também é feita destes pequenos aprendizados. Quanto á pessoa que diz deverem agora estarem todos juntos, acredito se efetivamente estiverem sepultados no mesmo lugar, quanto ao resto pura ilusão de pessoas fracas que tendem a acreditar em falsas ilusões dos Deuses.

Anónimo disse...

autoRRetrato

Anónimo disse...

Quase me apetece garantir que , há mais de 50 anos, este mesmíssimo retrato ou uma sua cópia pelo próprio Medina, estava exposto no modesto Museu da Guarda.

E também então se afirmava que o quadro fora fundamental para o casamento da retratada. Não consigo confirmar se se fazia já referencia ao Ten-Coronel Costa Gomes, nesse tempo Subsecretário de Estado do Exército, mas creio que sim.

Não faço a mínima ideia de como o quadro terá passado por aquele Museu, até porque não conheço nenhuma relação de HM, de EV ou de FCG com aquela cidade.

amf