sábado, 22 de agosto de 2015

Conversas na Caravela (1)

- Sabias que o Nóvoa já esteve cá em Viana, nas festas?

- Sim e o António Costa também. A Senhora da Agonia atrai sempre muitos políticos.

- Mas a Maria de Belém não vem!

- Porquê?

- Não sei, mas alguém dizia, há pouco, que, por qualquer razão, ela prefere a Senhora dos Remédios...

- Na realidade, até me parece que a Senhora da Aparecida seria mais adequada.

- Esperemos que não acabe por ser a Senhora da Pena! Ou mesmo a das Dores!

- Também pode ter sorte e acabar por ser a Senhora da Hora.

- Se assim fosse, o Nóvoa seria o Senhor dos Aflitos...

- Logo veremos. Cada coisa a seu tempo. Para já, o importante é que o Costa ponha o Senhor dos Passos "com dono"!

7 comentários:

Graça Sampaio disse...

Também acho!!! Toca a pôr o senhor dos Passos daqui para fora!!!

Maria Eu disse...

Vou acender uma vela a uma qualquer Nossa Senhora para que esse último desejo se cumpra! Que o Senhor dos Passos vá pregar a outra freguesia! :)

Boa noite. :)

Anónimo disse...

Maria de Belém à espera do apoio do CDS!!!!!! Ao que ela chegou!!! Do CDS!!! Dessa criatura inacreditável que é o Portas!!! Nas mãos dessa irrevogável e inqualificável persongem!!! E é isto que quer sr PR...pelo PS!!!
Terá um belo enterro! OXALÁ!!!

Majo disse...

~~~
~
~ Respeitem-se as prioridades!
~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Jose Martins disse...

Senhor Embaixador,
Nada tenho a comentar... Unicamente bato palmas a sua imaginação!
Saudações de Banguecoque

Pedro Barbosa Pinto disse...

Dono sempre ele teve (o Senhor de Belém)!!! Que o ponha mas é, a ele e mais ao seu dono, na real p... ai, cala-te boca, que ainda me desgraças!

Isabel Seixas disse...

um belo post.

Tenho pra mim que há bibelots mesmo sendo bonitos, com belas pernas pra andar, per si, não fazem a decoração, precisam sempre de acessórios que os façam notar, sobressair, até mesmo comunicar no efeito desejado e útil, e que passado o valor da aparência planta o feito da essência da obra, como as mães coragem, que muitas vezes até são melhor representadas pelo género masculino...

As nossas senhoras aparecem nos trovões e desaparecem sempre jovens com mantos impecáveis reveladores de pouco trabalho e pouco expostos, duvidosos de maturidade sem rugas, com ares cândidos tão irritantes até pelo cinismo perante a adversidade...

Precisamos de uma Nurse que cuide, que saiba o que são noites longas de espera num mar revolto de cólicas que só passam com os afagos persistentes de quem se dá por inteiro sem cobrar dividendos em palcos de protagonismos vãos...