segunda-feira, 20 de julho de 2015

Os gostos da Sara


Sara Carbonero diz que gosta do Porto. Uhf! Ainda bem! Como espanhola, já troca o "vê" pelo "bê" desde nascença, o que é meio caminho andado. Ficamos agora à espera que anuncie a "O Jogo" que gosta de tripas. Esse será um teste importante. É que Pinto da Costa faz das tripas obrigação. Depois, com o tempo, talvez se vá cansando do "Pedro Lemos" e da "Casa de Chá" e, um dia, ouse um copo-de-três de verde tinto na "Adega do Olho" ou uma sandocha pingona de unto na "Badalhoca", lá para Ramalde. Restam as "francesinhas"! Aquelas bombas de colesterol, na "Cufra" ou no "Galiza", são o ponto de apuramento final para quem quer ser visto como "portista" de conta bancária. Ah! e o "carago", claro! Aí sim, estará "em casa" e já pode ir para o Porto Canal ou até para o Monte da Virgem, se não houver uma qualquer incompatibilidade à vista. E, então, até o Casillas poderá dar-se ao luxo de alguns dos seus conhecidos frangos, tal como o Baía andou anos a virá-los pelas Antas, até que o Felipão o mandou descansar para a Cantareira, onde o Chico Fininho também acabava os dias.

12 comentários:

Anónimo disse...

José Mourinho é um bom treinador, mas também um visionário. Ele conseguiu ver os falhanços do Casillas em devido tempo...Agora, o FCP recuperou-o!

D. Constança disse...

Mas vai dar uma esquentada nos corações tripeiros, né?? E não só … vamos combinar. E com toda a razão, balha-me Deus ...

Anónimo disse...

Isto é uma felicidade para si! Agora é que vai ser espanholada a torto e a direito. Finalmente vai poder começar a treinar o seu espanhol logo no café da manhã.

Bartolomeu disse...

«... que gosta de tripas.» Ou, será que quis dizer; ...que gosta de tipas. Ou... que gosta de Tsípras.
Ai a pronúncia murcónica é tão difícil.
Mas, nada que o Casillas não resolva com dois xôxos nas beiças, carágos!

Abraham Chévre au Lait disse...

As espanholas estão todas a ficar parecidas com a rainha delas?

Anónimo disse...

Até que enfim, Senhor Embaixador, que tem em conta os verdadeiros sentimentos e preocupações do povo português. Quero lá saber se os alemães mandam em nós (alguém tem de mandar, né?), quero lá saber da crise e do Governo, do Costa e do Passos, do Nóvoa e da Belém! O Casillas é como um carro em segunda mão comprado na baixa, mas esta Sara Carbonero, ela, traz ao país em geral e ao Porto em particular toda a energia e tenacidade que "as hespanholas" desde sempre souberam comunicar ao povo português. Qué viva tu gracia, Sara, saiba o Porto receber-te como a princesa que és.

a) Feliciano da Mata, iberista, correspondente da "Hola" no Golungo Alto

Anónimo disse...

A "Porto Canal" representa bem a diferença que vai do FCP para os outros dois chamados Grandes.

Anónimo disse...

Monte da Virgem? Virgem, a Sara Carbonero?

Anónimo disse...

Como seriam este post e estes comentários, se os alfacinhas tivessem a competência (uma impossibilidade claro) de conseguir este contrato. Estou mesmo a ver que diriam que tinha sido a descoberta de um século, qualquer coisa semelhante à TR! Assim desdenham, que é a única coisa que fazem menos mal!
Pois, não tenho dúvidas, que PC fez o contrato da sua vida (para já) conseguindo trazer Sara Carbonero e, como brinde, Casillas!
O Duriense

Pedroto disse...

Frangos todos os guarda-redes viram, pelo menos aqueles que jogam. Agora ganhar o que o Vítor Baía ganhou (e falo de troféus), isso já é para muito poucos. Apenas para aqueles que têm a competência e que encontram a oportunidade de jogar em clubes maiores do que os maiores. Os afortunados!

Abraço

Anónimo disse...

Cristiano Ronaldo não pode ir para o Porto porque já não anda com a Irina. Há esperança em Alvalade.

Anónimo disse...

Monte da Virgem ou Monte de Vénus? Destes assuntos, só sei que nada sei, ao contrário do Sr. do Golungo Alto que muito deve saber. E a Sara da Bíblia? Já ninguém lê tal "book". A Sara daria uma boa prosa no Bookcionário do Assis Pacheco. Os jornalistas de agora, salvo honrosas excepções, são uma cambada de analfabrutos ao serviço de suas majestades... Em troco de uma promoçãozeca, ajoelham-se virados para Meca, com os patrões, os directores, os coordenadores por trás.Que miséria franciscana!...