quarta-feira, 20 de maio de 2015

Sondagens


Há algo de estranho na maioria das sondagens que aí andam. No passado, a posição relativa dos vários partidos era a medida seguida. Hoje, o PS já não é comparado com o PSD, mas é medido face à soma do PSD com o CDS. Dir-se-á que isso é natural, dado que a coligação foi renovada. Só que esse método de análise esconde, por exemplo, que o principal partido da oposição está com uma apreciação popular muito acima do partido que indicou o primeiro-ministro que agora está em funções. Repito: não é inocente que as sondagens não comparem PS com PSD - isso faz-se deliberadamente para desvalorizar a circunstância do PS estar, em termos de sondagens, a uma distância do PSD que é quase histórica, nas últimas décadas. Os céticos desta leitura regressarão à luta, retorquindo: mas é ou não o somatório dos dois partidos da coligação que realmente conta para formar governo? Eu respondo: sim. Só que há um pequeno pormenor de que muito poucos falam: é que a coligação só pode governar se tiver maioria absoluta - e não há nenhuma sondagem, mesmo as mais otimistas, que aproximem, ainda que minimamente, a coligação do limiar dessa maioria absoluta, isto é, 44/45% dos votos. E aqui as coisas são muito claras: se a coligação não tiver maioria absoluta, não pode nunca formar governo, porque é óbvio que nenhum partido da atual oposição irá viabilizá-lo. Já o mesmo problema não deverá ter o PS se, por si só, não obtiver maioria absoluta, dado que, potencialmente, para ver um seu governo aprovado, lhe basta contar com a abstenção de partidos à sua esquerda. É claro que os mais céticos ainda poderão argumentar: o PCP e o Bloco não se aliaram à direita em 2011 para derrubar o governo PS de então? É verdade. Mas alguém acha que o fariam agora, para renovar esta maioria, imediatamente após terem feito uma campanha contra ela? Dei comigo a pensar nisto. Mas posso estar errado, claro.  

13 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Caríssimo Chico

Como sabes sou "Pêésseeiro" [militante nº. (actualizado) 283] e já vinha da JASP e da ASP na clandestinidade...

Por isso, acho muito bem o que escreveste neste texto. Mesmo que não tivesse seguido esse percurso político também com ele concordaria...

Há por aí muita gente a tentar enganar os Portugueses (ou seja nós...) com falinhas mansas e afirmações fora do contexto, o que quer dizer falsas (o adjectivo é meu e o negrita também)

Nas urnas é que se vai ver se as sondagens têm razão... O que não me impede de dizer: Costa tem cuidado!!!!

Abç

Isabel Seixas disse...

A hora é de remissão
dos pecados da gula
dos pecados da sedução

A hora é de assuntos sérios
do enterro da ação inócua e nula
dos mortos pelo poder para os cemitérios

A hora é de respeito
pelos valores socialistas
todos temos o dever e todos temos o direito

A hora é de verdade
de dar voz aos que são realistas
e não aos que fazem reféns para ficar com a liberdade...

Anónimo disse...

E as sondagens não estarão a ser feitas pelos ingleses? Disso sabem eles...
J.F.

Francisco Seixas da Costa disse...

Por lapso, que lamento, deitei fora um comentário que contestava as minhas referências à responsabilidade do PCP e no Bloco na situação que vivemos. Nele se dava nota da "cumplicidade" de uma empresa onde trabalho com os socialistas (faltou a outra, caramba!). Repitam, por favor!

Anónimo disse...

"Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir." George Orwell

Donelvira disse...


Continua a saga VOANDO SOBRE UM NINHO DE CUCOS.

Donelvira disse...


Continua a saga VOANDO SOBRE UM NINHO DE CUCOS.

Anónimo disse...

England:


PS>>> "Portuguese Syriza"

Anónimo disse...

O anónimo das 09.28h é que acertou!

Anónimo disse...

De hoje até às eleições há demasiadas variáveis para ter em conta.
Sondagens por telefone (porque não há dinheiro...) são muito mais enganadoras. Diz quem sabe a sério desse tipo de trabalho.
Não sou manipulável com estas sondagens e hoje a apresentação das «guidelines» para o programa do ps deixa-me grande inquietação

Anónimo disse...

Senhor Embaixador, olhe que pode estar errado. O PC, pelo menos, é o quanto pior, melhor. È a sua prática, ao longo dos tempos. Objetivamente, agente da entrega dos destinos do País à direita (cavaco e quejandos).

Anónimo disse...

ANTÓNIO COSTA PROMETE AUMENTAR A ESPERANÇA DE VIDA, PARA TODOS, ATÉ AOS 99 ANOS JÁ EM 2015

(notícia em actualização)

Actualização às 20h15: Isabel Moreira será a Ministra do Ajustamento Biológico, avançam vários órgãos de comunicação social em falência.

patricio branco disse...

boa matemática...