quarta-feira, 6 de maio de 2015

Oscar Mascarenhas


Morreu Oscar Mascarenhas, um jornalista de opinião frontal, muitas vezes incómodo, com coragem para ter posições contra a corrente, o que nem sempre o tornava (e ainda bem!) uma personalidade fácil. A reflexão deontológica sobre o jornalismo português deve-lhe muito, embora dificilmente se possa dizer que, neste particular, tenha conseguido levar a água ao seu justo moinho.

3 comentários:

Anónimo disse...

Tire o acento. O Oscar do Oscar não tinha acento e ele lembrava-o sempre.

Graça Sampaio disse...

Lamento muito. Gostava muito de o ler.

Anónimo disse...

Infelizmente os jornalistas quase sempre morrem novos. É uma profissão muito estressante.