sexta-feira, 12 de setembro de 2014

No adeus ao Bento



O que o Bento traz, o Bento leva
E tudo o Bento levou...
Derrotas leva-as o Bento
O Bento mudou...
Quanto há Bento é que se iça a vela
Amigo do bom tempo, muda-se com o Bento
Palavras e penas, o Bento as leva
O Bento é obra do diabo

5 comentários:

José Martins disse...

Senhor Embaixador,
Não resistir e publiquei no meu, endémico, irreverente. http://aquitailandia.blogspot.com/2014/09/parabens-senhor-embaixador-pela-veia.html
Saudações de Banguecoque

Portugalredecouvertes disse...

penso que se refere ao filme famoso já antigo

"E tudo o bento lebou"
desculpe a pronúncia do norte

Pedro Barbosa Pinto disse...

Com Bento de feição não haveria má navegação
Com Bento de nordeste até o adepto ferrenho enjoa
Lugar Bentoso, lugar sem repouso
Quando o lume assopra é sinal de Bento
Foi o Bento quem perdeu o assento

Anónimo disse...

Teve uma oportunidade de ouro para sair com alguma dignidade. Depois dos maus resultados da Copa. Como outros o fizeram. Agora sai com um pontapé no rabo, ou parecido. Pior cego é aquele que não quer ver! Acabará à frente de um mediado clube da 1ª Liga. Com sorte!

Anónimo disse...

Quadras do meu tempo

Pergunto ao Bento que passa
Notícias do meu País
O Bento cala a desgraça
O Bento nada me diz.

Batem leve, levemente,
Como quem chama por mim.
Será chuva? Será Bento?
Bento não é certamente
E a chuva não bate assim.

a) Jaime Graça