sábado, 20 de setembro de 2014

Loulé

Correspondendo a um simpático convite do Carlos Albino, um jornalista gostosamente "exilado" na sua terra, que preside à Comissão concelhia para as comemorações do 25 de abril, charlei e discuti ontem em Loulé sobre a política externa portuguesa.

A sala estava bem cheia, no belo edifício da Assembleia Municipal, a que preside o meu amigo Adriano Pimpão, antigo reitor da universidade do Algarve e de quem fui colega de governo, ao tempo longínquo em que ambos nos aventurámos pelos caminhos da política. Fui por ele apresentado, num debate moderado pela politóloga Rebeca Martins e introduzido pelo presidente da municipalidade, Vitor Aleixo, neto do poeta António Aleixo.

Só espero que, no final, quem esteve no auditório se não tenha lembrado desta quadra do Aleixo:

Sem que o discurso eu pedisse
Ele falou e eu escutei.
Gostei do que ele não disse
Do que disse não gostei.

4 comentários:

Portugalredecouvertes disse...

Espero que tenho gostado da sua visita a Loulê e que tenha sido bem recebido
pena não tenha sido possivel ir vê-lo!
bravo pela quadra do poeta Aleixo!

Isabel Seixas disse...

Há discursos que na essência
enchem de dúvidas a alguns
fruto da atual circunstância
condenam certezas a jejuns...

nem é tanto quanto à forma
são mais as curvas do conteúdo
que nos prendem com a corda
que nos livra ou prende ao jugo...


é como na oração, que ajuda
a passar o tempo, em sermão
ou meditação, em pose de Buda,
longe, sózinho na multidão...

Para ouvir, os grandes mestres
captar verdade na persuasão
escute com fé grilos campestres
que até só cantam na escuridão


Também gosto do Mário Aleixo
e mais da forma como versa
Nós velha senhora, no mesmo eixo
da conversa que desconversa...

Anónimo disse...

Sr. Dr. Seixas da Costa, com todo o respeito, acho que alguém o devia ter informado, a bem da verdade e da correcção dos factos, que a Dra.Rebeca não é politóloga, apenas acabou de defender Tese de Mestrado, e é do PS, o que não é exactamente a mesma coisa, mas "casa" bem com o tema.

Francisco Seixas da Costa disse...

Um politólogo é uma pessoa que se dedica ao estudo da Ciência Política, categoria em que naturalmente se insere quem tem um mestrado na área. Quanto a ser do PS - coisa que, por ora, não é ainda proibido, que eu saiba - não consigo entender a referência.