sábado, 30 de agosto de 2014

À conversa na "Gomes" (4)

- Às tantas, os polacos também vão dizer que o seu primeiro-ministro "fugiu", ao ir para presidente do Conselho europeu, como há dez anos aconteceu com o Durão Barroso.
- Não me parece, mas vamos aguardar. Mas a ida de Barroso para a Comissão Europeia foi uma coisa positiva.
- A sério?! Não estava à espera de te ouvir dizer isso...
- Sinceramente, acho que foi uma honra para o país que um português fosse convidado para um lugar daquela importância.
- E a maneira como ele desempenhou o lugar? Não conta?
- Isso é outra história... Mas ainda há mais uma razão para achar que ele devia ir para Bruxelas.
- Ah! sim? Qual é?
- É um pouco mais irónica. Foi vê-lo sair de primeiro-ministro. Confesso que não fiquei nada triste...
- Também te percebo...

5 comentários:

domingos disse...

Não queria ser pessimista, mas acho que a designação do Donald Tusk é apenas mais um passo da UE na direção da sua total irrelevância.

Um Jeito Manso disse...

Cá está outro ponto em que não me entendo consigo, Embaixador. Varrer o lixo para debaixo do tapete é uma coisa. Pô-lo ao volante do carro em que vamos, é outra.

Cuidado, pois, com os sítios para onde se despacha o lixo.

Desejo-lhe um bom domingo, Embaixador.

Anónimo disse...

Foi de facto uma honra para o país ter um português na presidência da Comissão que fala com proficięncia inglês e francês. Jà não se pode dizer o mesmo de um polaco que se exprimiu ontem na conferência de imprensa em polaco porque não domina o inglês e o francês. Uma gargalhada com a Europa a descer de nível e a aceitar solicitamente todos os barretes de Merkel. O mesmo sucedeu ao aceitar o espanhol Guindos para a presidência do Eurogrupo, também proposto por Merkel, forma de dizer: "A Europa do Sul está connosco". Connosco austeridade, connosco Merkel.

Alcipe disse...

Estive hoje a conversar com um colega daqueles lados (Eslováquia), que tem fortes receios quanto a estabilidade da coligação de governo na Polônia com a saída do Tusk e receia mesmo a possibilidade de voltar o Kaczinsky! "Aí e que vocês vão ver o que e radicalismo anti-russo" ironizou. Bom, antes que os russos cheguem a Gomes ainda tem que passar o Marao, portanto comei lá os covilhetes quentes ou frios em paz!

ignatz disse...

oh chefe! já se deu conta da ironia termos tido santana lopes a suceder ao barroso como primeiro ministro. se calhar já, mas estragava a graçola.