sábado, 19 de julho de 2014

Honoris causa

Durão Barroso recebeu um doutoramento "honoris causa" pela Universidade de Brasília. Quem cuidou em mandar a notícia aos jornais lembrou que De Gaulle, Alfonsin e Mandela tiveram uma honra idêntica por parte da escola de Darcy Ribeiro. 

Pena foi que não tivessem lembrado que, no passado, já a quatro outros portugueses foi atribuída a mesma honraria: José Saramago, Boaventura Sousa Santos, Adriano Moreira e Adriano de Carvalho.

"Adriano de Carvalho?", perguntarão muitos leitores. Quem é? É um distinto diplomata português que, durante cerca de oito anos, chefiou a nossa embaixada no Brasil. A sua marca naquele país foi de tal ordem que, ainda hoje, o seu nome é por lá lembrado com imenso respeito. 

4 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Um grande Embaixador cuja passagem à vida normal não terá sido a mais feliz.
Conheci-o nos tempos áureos, por ser amigo do meu irmão mais velho.
É muito verdade o que diz e ainda bem que o lembra, meu caro Francisco. Haja memória, que nos anda a falhar muito!

Maria Eu disse...

Ainda temos os tiques de um país asseado e pobrezinho que só fica bem à sombra do estrangeiro.

Portugalredecouvertes disse...

dentro de anos ainda vão com certeza estudar que o Sr. Durão Barroso terá sido o único português Presidente da Comissão Europeia
espero que a Europa também não se estude num verbo no passado

Anónimo disse...

Exactamente, Caro Seixas. Fez bem em relembrar Adriano de Carvalho.
a)Rilvas