domingo, 6 de julho de 2014

Ao balcão

- Já viste aquilo no BES? É sempre a mesma coisa. Escolhem os da "panelinha"...
- Porque é que dizes isso?
- O Vitor Bento, pá!
- O Vitor Bento o quê?
- É um neo-liberal igual aos outros.
- Mas, espera aí: o que é que se pretende com a escolha de um novo CEO para o BES? Não é acalmar os mercados e recuperar a confiança no banco?
- Sim...
- Não é evitar que o banco entre em rutura e que não nos venham depois ao bolso, como aconteceu no BPN?
- Claro, mas não estou a ver...
- Ai não? Então porque é que achas mal a escolha de um tipo de quem os mercados gostem? Ou eles ficariam mais sossegados se tivessem nomeado o Louçã? Ou o João Galamba?
- Não exageres! Mas chateia-me que seja sempre gente do "mesmo lado"...
- Mas é a família Espírito Santo e o resto do capital quem escolhe! Quem é que tu tens, "deste lado", que fosse para a chefia do BES e lhes agradasse mais, tal como aos mercados, do que o Vitor Bento? O Frei Bento? Confessa lá: o que te chateia é que o capital e os mercados gostem mais do "outro lado", não é?
- Por isso é que eu não aceito esta resignação à lógica dos mercados...
- Também te percebo, mas, até ver, é o que há... no mercado!

4 comentários:

Anónimo disse...

Portanto, direitas como Manuela Ferreira Leite, Rui Rio ou Bagão Félix são de evitar (não estou a falar agora apenas do BES), porque, não traduzindo tão bem do alemão como Vítor Bento (brilhante defensor sincero e empenhado do ordo-liberalismo na Europa) a nossa política económica e financeira, acabam por nos fazer ficar menos seguros nos mercados? Muss es sein, teuer Bortschafter?

a) Feliciano da Mata

Anónimo disse...

Se o BES nao esta em rutura, a lingua portuguesa ja nao sei, faltam-lhe os P's...

ARD disse...

Terrível lógica!
Temos os mercados, temos que aceitar o que eles pretendem. Se não, temos um mega-BPN.
Terrível lógica.

Mônica disse...

Há Francisco
Boa tarde.
Estava sem meu computador . Ainda estou. Mas este aqui me salvou hoje.
Mas como faz tempo que não vou nos blogs.
Esta parte de partidos. Eu não tenho muita pratica. Em entende los.
Mas tenho certeza que encontrara uma solução.
com carinho Monica