domingo, 29 de junho de 2014

As amoras

O meu país sabe a amoras bravas
no verão.
Ninguém ignora que não é grande,
nem inteligente, nem elegante o meu país,
mas tem esta voz doce
de quem acorda cedo para cantar nas silvas.
Raramente falei do meu país, talvez
nem goste dele, mas quando um amigo
me traz amoras bravas
os seus muros parecem-me brancos
reparo que também no meu país o céu é azul.

Eugénio de Andrade

8 comentários:

Portugalredecouvertes disse...



Parece que o Sr. Embaixador dormiu bem e acordou bem disposto!
Que passe um sábado feliz

patricio branco disse...

bela paisagem, provoca atravessar a ponte e parar no meio a olhar o riacho e a paisagem
pois, o tempo das amoras vai chegar, a partir de agosto, parece me...

jmc disse...

Ponte da Misarela?

ignatz disse...

é desta que vamos exportar amoras para o méxico, via zurique.

Francisco Seixas da Costa disse...

Mais atenção, ignatz, mais atenção! É Colômbia!

Helena Sacadura Cabral disse...

Como gostei de encontrar aqui o meu poeta favorito!

Anónimo disse...

"Gostas de amoras? Vou dizer ao teu Pai que já namoras..." dizia-se no meu tempo...

ignatz disse...

"Mais atenção, ignatz, mais atenção! É Colômbia!"

tem razão, mas a fruta é banana e dizem que o distribuidor era a concorrência.