segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Vitória

Uma vitória do Vitória de Guimarães sobre o Benfica "dava-nos jeito", daqui a horas. Vai ser difícil, mas em futebol tudo é possível.

Num domingo de março de 1966 - nesse tempo, o futebol era sempre e só ao domingo - um animado grupo de sportinguistas de Vila Real, no automóvel do Chico Menezes, que a vida castrense haveria de alcandorar ao comando do RI13 muitos anos mais tarde, zarpou pelo Marão, a caminho de Guimarães, para ir assistir ao jogo do Vitória com o Benfica. Uma derrota em Guimarães da agremiação de Carnide facilitaria, nesse ano, a conquista do campeonato pelo Sporting. Ambas as coisas acabariam por acontecer.

Depois de uma almoçarada "das antigas" numa pensão das Taipas, lá estivemos nós - eu, o Chico e o Fernando Menezes, o Olívio Carvalho, o Mourão, o Zé Macário e um outro amigo (o carro era imenso) que tinha um primo que nos arranjou os bilhetes - no recém construído "Dom Afonso Henriques", a mostrarmo-nos mais vimaranenses que os locais, deliciados a ver Costa Pereira encaixar três secos do Vitória. Ainda me recordo da animação no regresso, com pousio para uma jantarada regada a verde tinto, no Príncipe, em Amarante, no clássico largo do Arquinho, criando lastro para as muitas curvas que nos esperavam, serra acima, até à vista de Parada de Cunhos. Nesse tempo, a Brigada de Trânsito, que por lá tinha uma daquelas casinhas amarelas no cruzamento para a Régua, era bem mais complacente... Guardo uma foto do Macário desse grupo divertido, no alto da Penha, comigo, elegante e bem novo, de fato e gravata!

Curiosamente, essa seria a mesma equipa do Benfica, dirigida por Bela Guttmann, que emprestaria a Portugal o quinteto maravilha que, meses mais tarde, nos iria emocionar no Mundial de Inglaterra. Uma equipa que já tinha tido, dias antes, uma humilhante derrota por 5-1 na Luz, frente ao Manchester United. A mesma que também eu teria o ensejo de ver perder de novo, dessa vez para o Braga, a Taça de Portugal, duas semanas após a visita a Guimarães, na única vez que fui ao velho "28 de maio" (anos mais tarde crismado "1º de maio"). É curioso constatar que, numa época que veio a consagrar a sua mítica linha ofensiva no quadro da seleção, o Benfica perdeu tudo quanto podia perder, no plano nacional e internacional. É assim o futebol.

Pois é! E porque, como acima disse, no futebol tudo é possível, uma vitória do Guimarães, logo à tarde, em terras de Carnide, vinha mesmo a calhar. Um pouco de brio, ó gentes do Vitória!

Em tempo: razão tinha eu! Como se comprovou, em futebol, tudo pode acontecer! Desta vez, o Vitória de Guimarães não fez jus ao seu nome! Mas com um golo daqueles nada havia a fazer! Nem Afonso Henriques se aguentaria...

17 comentários:

Anónimo disse...

Digo mais, sejam brilhantes e gigantes na vitória, ó gentes do Vitória.

JC

Anónimo disse...

Eeheheh! Os apoiantes da agremiação do viscondes, mais conhecidos por lagartos, andam entusiasmados com o campeonato e a fazer cruzes! Afinal já foram à Luz levar a tareia do costume! E para as taças já não correm o risco de lá voltar! eheheheh

Anónimo disse...

O Sr Embaixador anda a delirar. Uma visita na farmácia mais próxima há medicamento para baixar a febre.E já agora, as alucinações também .
Vai esperar sentado por causa da artrose.
Saudações Benfiquistas.

Anónimo disse...

Caro Francisco, quer dizer que o Sporting só ganha quando o Benfica perde? Isso já nós sabíamos. Um abraço. Jaime Graça

Anónimo disse...

Devemos tratar o nosso Embaixador com lisura e cordialidade e pode, sempre que achar oportuno, encostar a sua cabeça e chorar ao ombro de um Benfiquista.

Sabemos tratar bem.

Saudações Benfiquistas

Anónimo disse...

Espero uma escorregadela do Benfica.

Alexandre

Anónimo disse...

Bons tempos esses, em que se usava a gravata par ir assistir aos jogos de futebol. Quanto ao que vai acontecer logo à luz, queria dizer Carnide, a ver vamos... juro que não sou benfiquista!.
Cumprimentos

Rui Marques disse...

Caro Francisco,
Esta da agremiação de Carnide!...Uma autêntica pérola.
Aquele abraço.

patricio branco disse...

na verdade tudo é possivel, vamos ver, porque não?

Anónimo disse...

Um Vitória de Guimarães treinado por um Rui Vitória. Ai jesus...
Nem o Miudinho o Coreto o Gravatas e até o Galitos os pdem consolar em Carnide.

Silva.




Anónimo disse...

A única coisa que salva Alvalade é o restaurante Salsa e Coentros. Até a estrada que leva ao Estádio do Sporting se chama Lumiar, o que convenhamos é menos que Luz.

Francisco Seixas da Costa disse...

O Anónimo das 17.55 desconhece que o Estádio Alvalade XXI ou o antigo Estádio José Alvalade não são no bairro de Alvalade (onde fica o magnífico "Salsa & Coentros" do meu amigo Duarte)... E não sabia que a estrada do Lumiar ia para lá!
Quando vier a Lisboa, peça a um taxista que lhe faça uma visita guiada pela cidade.

Anónimo disse...

Sr. embaixador: Ainda não digeriu o último baile na Luz? A coisa está difícil... Carnide dignifica, o que talvez não tanto são os condes e condes de Alvalade e Roquettes. Haja Deus! Os títulos têm andado a esboroar-se, mesmo os dos condes, viscondes e quejandos. Quando as espinhas se atravessam na garganta, agora que estamos na época do sável, há que ter cuidado. Para obviar, um ensopado de enguias, uma lampreia... e e lá se vão os leónicos orgulhos de rei da selva. Prefiro o rio Minho e o rio Sorraia.

Anónimo disse...

Lá ganhámos, como de costume, e portanto o Sporting perdeu. Jaime Graça

João Pedro disse...

Pois é, mas graças a um lance de génio de um talentoso e jovem sérvio, o Benfica venceu o vitória e deu mais um passo em direcção ao título. Mas não deixo de me espantar com a ousadia dos jovens vilarealenses da época, que para apoiar o adversário do grande rival, se dispunham a ultrapassar aquela infernal estrada do Marão (só de pensar nela, fico com o estômago a andar À roda).

Anónimo disse...

Senhor Embaixador(das 19:28), deixe-me que lhe diga que o estádio dito da Luz também não fica nem nunca ficou em Carnide; nem com as freguesias do António Costa isso acontece. Quer saber por que embirro que digam isso?
Moro em Carnide...

Anónimo disse...

Quanto ao chapéu, chapeau!!!! Não gostaram? Não admira!!!Quem não tem competência não se estabelece e quem bolota compra.