sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Humberto França (1952-2013)


Conhecemo-nos um dia em Pernambuco e, desde o primeiro momento, fiquei sensível ao seu contagiante entusiasmo na promoção das questões da latinidade. Foi o criador do movimento "Festlatino", uma iniciativa generosa e idealista, a que se dedicava de corpo e alma, um pouco por todo o mundo.

À medida das minhas possibilidades, dei-lhe alguma colaboração na difusão da "mensagem" do movimento, porque o interpretei como um interessante esforço para reforçar as dimensões culturais da latinidade. Em março de 2012, tive o gosto de o receber na embaixada em Paris, à frente de uma delegação do "Festlatino".

Foi a última vez que nos vimos. Trocámos entretanto alguns mails. A última mensagem que dele recebi foi de maio deste ano. Duvido que o "Festlatino", que vivia da sua força anímica, resista à sua saída de cena.

1 comentário:

iseixas disse...

Para mim nasceu um poeta

SACRÁRIO

Deus me habitou por engano.
Depois, partiu.
Não dei conta.
Nem Ele.

A Noite de um dia (1998).HUMBERTO FRANÇA

Escritor e poeta. Brasil