segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Habermas

Ando, há anos, para ouvir ao vivo o filósofo alemão Jurgen Habermas. Sem ele, não se percebe a Europa. 
 
Já o perdi, "por uma unha", um par de vezes. Hebermas fala hoje em Lisboa. Logo hoje, eu estou na Polónia. Não é apenas coincidência, é azar. 

3 comentários:

Anónimo disse...

Eu fui lá e não percebi grande coisa porque ele tem um problema a falar que faz com que o discurso seja muito difícil de entender na globalidade.
Aqui, para perceberes:
http://www.youtube.com/watch?v=jBl6ALNh18Q

margarida disse...

É castigo. É bem feita. É o 'cá-se-fazem,-cá-se-pagam'.
E agora espero que não venham por aí os 'assistentes' habituais a arrengar teorias esdrúxulas sobre umas palavrinhas que a quem interessa são entendíveis (mais nenhuma Vodka para a mesa do canto, s.f.f.).
Ou diz-que-é-uma-espécie-de-Procopiada...

Anónimo disse...

Só que o Habermas levou à Gulbenkian uma multidão de pessoas, como há muito por lá se não via. E a Gulbenkian vai, decerto, publicar a sua intervenção. Os auditórios não chegaram e o átrio e as escadas ficaram a abarrotar. E o que se seguiu ao longo do dia foi muito interessante e faz pensar... antes que seja tarde.