domingo, 6 de outubro de 2013

Civismo

Em Portugal, os eventos prolongam-se muito para além da sua realização.

Se bem repararem, ainda sobrevivem, rotas e desmaiadas, por janelas e varandas do país, bandeiras nacionais do Euro 2004. Não é patriotismo, é desmazelo.

Das festas populares de verão, sobram ainda, de árvores ou em paredes, cartazes e pendões rasgados. Para inundar o panorama, tudo bem, para "recolher as canas" é que é o diabo!

As eleições autárquicas já foram há uma semana. O que justifica que, por todo o lado, permaneçam "outdoors" e imensa propaganda?

Enfim, ainda há letreiros assinalar a EXPO 98...

14 comentários:

Julia Macias-Valet disse...

É uma garantia de trabalho para as futuras gerações de arqueólogos :-)

Temos que tentar encontrar sempre um lado positivo no negativo...senão acabamos todos a Prozac ! ;-)

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

É o "saudosismo" típico do Portuga, e é maneira de tentar justificar o injustificável...

É falta de civismo, mas também de educação.

Anónimo disse...

A incúria manifesta-se também
na falta de (ou mal colocada) sinalética.A lei da balda,para não lhe chamar incompetência.

Anónimo disse...

Por aqui ja se tinha tocado neste assunto. Refiro de novo o exemplo do que acontece na cidade do Funchal. Não é por acaso que ja ganhou varias vezes o primeiro lugar de cidade mais limpa na Europa... Na segunda-feira a seguir às eleições não se vê sinal das mesmas a não ser nas paginas dos jornais... e, desta vez, havia muitos sinais das eleições autarquicas... mas, so em papel de jornal!

Eduardo Saraiva disse...

Este comportamento "testemunha" o "outro fado".

Anónimo disse...


A limpeza de janelas e varandas das casas deve ser feita por quem as habita.

Nos locais públicos penso que deverão ser as respectivas autarquias.

Nem uns nem outros, como se vê, cumprem e revelam uma enorme falta de civismo, acho eu.

Carlos Fonseca disse...

Na freguesia de Altura (Castro Marim) os únicos meios de propaganda que ainda não foram retirados são -estranhamente, pelo menos para mim - os do Bloco de Esquerda.

Um dos cartazes, de grande dimensão, colocado junto ao Mercado, é até um pouco perigoso porque, estando colocado junto a uma passagem de peões, prejudica a visibilidade, tanto dos peões, como dos automobilistas.

Catinga disse...

Atenção que, no que toca às bandeiras, se elas ainda fossem as do Euro, já nem cor tinham... Há renovação das ditas, digo eu.


Júlia: agora que é irmã de autarca, ponha lá o resto da fotografia, que raio! ;)

Portugalredecouvertes disse...


muito bom mencionar esse assunto da necessidade de limpar as cidades e zonas públicas
também deveria ser indispensável em termos financeiros, uma vez que Portugal se apresenta como um país que deseja aumentar o número de turísticas e os mesmos devem ser bem recebidos!

Anónimo disse...

Atiram cigarros para o chão, levam os cães a levantar a perna e não só , dão de comer aos pombos e aos gatos vadios...

Que fazer?...

Guilherme.

Anónimo disse...

civismo

é também bem demonstrado pelo caso de nao ter encontrado esta noticia em nenhum jornal portugues

http://www.elmundo.es/elmundo/2013/10/08/internacional/1381219168.html


cumprimentos

Anónimo disse...

O anónimo "8 de Outubro de 2013 às 14:10" talvez tenha chegado de Marte e, no voo, só davam o El Pais... Vai daí a sua afirmação...

Julia Macias-Valet disse...

Catinga, vivons heureux vivons (à moitié) cachés ;)

patricio branco disse...

uma excepção: na ram a propaganda eleitoral de rua é retirada integral ou praticamente durante a noite e madrugada de sexta para sábado,nos açores não sei. sábado está tudo limpo.