quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Santiago

 
Foi há 40 anos. Dia por dia. Ao final da tarde de 11 de setembro de 1973, um pequeno grupo de soldados-cadete, de "Ação Psicológica" e "Licenciados em Direito", da Escola Prática de Administração Militar, ao Lumiar, fazia formatura para sair da unidade.
 
Um dos cadetes, hoje figura pública, disse: "Já sabem as novidades do Chile? O Allende está prestes a ser derrubado por um golpe de estado militar. Convido todos a virem beber uma taça de champanhe a minha casa. Temos de comemorar!"
 
A maioria do grupo era extremamente conservadora e, se bem me lembro, exultou com a notícia. O António Franco, o Miguel Lobo Antunes e eu (e creio que mais ninguém) rugimos algumas imprecações, reagindo para provocar os colegas "fachos".
 
Até que o António se saiu com esta: "Vocês estão é com sorte. Já entreguei no armeiro a minha G3..."

16 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado embaixador, por este Post.
Graça Pinheiro Lima

São disse...

Que pena essa figura pública (e as não públicas ) não ter o mesmo tipo de tratamento que teve Vítor Jara(entre milhares de outras pessoas).

Também lembrei esse acto infame lá nos meus espaços.

E como lamento que os EUA nada tenham aprendido !

Saudações

Anónimo disse...

Passaram-se bem essas onze semanas na EPAM, sendo a figura principal o aspirante Rodrigues o "Bocas" que nos conseguia divertir a nós os instruendos, mas também os oficiais do quadro, incluindo o Comandante. Nas horas vagas jogávamos uns jogos de Xadrez.
Cumprimentos
João Seixas

Joaquim De Freitas disse...

Allende: Assassinado pelos EUA.

Eleito democraticamente , assassinado por um complot organizado e financiado pela nação que apregoa os valores da democracia.

Pinochet, o carrasco, vai eliminar 3 800 chilenos e torturar mais de 37 000 outros. Centenas de milhares condenados ao exílio. Uma noite negra sobre o Chile. Os mesmos que decidiram a morte de Allende ,vão, anos mais tarde, decidir da morte de centenas de milhares de Afgaos e Iraquianos.

Socialista, Allende foi um dos fundadores do PS chileno.

Em 1961, desde a sua eleição, Kennedy nomeou um comissão encarregada de impedir por "todos os meios" Allende de ganhar as eleições que deviam ter lugar 3 anos mais tarde no Chile.

Allende era um marxista, convencido que era possível chegar ao governo de forma pacifica e, a partir daí, dar uma volta às estructuras do Estado em benefício das maiorias pobres. Mas que para isso era necessário nacionalizar as grandes industrias, as que estavam nas mãos dos Americanos, em prioridade, que exploravam os recursos estratégicos.

Estas idéias e outros ideais sociais, condenaram-no à morte, sobretudo porque podia transformar-se num exemplo para outras nações latino-americanas.

Para o travar, 20 milhões de dólares foram distribuídos aos partidos políticos do centro e da direita. Washington escolheu o seu "candidato" ; Eduardo Frei, ao mesmo tempo que uma campanha de mentiras devastava o pais. Imprensa comprada, radio, filmes, panfletos, envios postais, pinturas morais, , a CIA inundou o Chile com anúncios alarmistas , nos quais diziam que os Soviéticos e os Cubanos viriam roubar os filhos !

A tradição religiosa foi explorada, porque " o comunismo ateu e ímpio" viria destruir o Chile.

Repetição do que fizeram no Guatemala quando derrubaram o presidente Jacobo Arbentz em 1954 !

Mas Allende ganhou as eleições em 1970. Os Americanos puseram então em ação outro plano : O golpe de Estado. Mas o Chefe do Estado Maior Chileno, René Scheneider era fiel à Constituição e opôs-se. Foi condenado à morte pelos EUA. Um atentado, ao qual ele resistiu e que acabou por matà-lo. Nixon, cinicamente, enviou um telegrama denunciando este acto ignóbil !

Paralelamente a uma campanha de sabotagem econômica, a CIA organiza entao um campanha internacional de difamação contra Allende. O chefe deste grupo activista chamava-se ! George Bush , então embaixador na ONU, ( o pai do Walker !, de triste memória !). O mesmo que meses antes, como governador do Texas tinha conseguido criar a pena de morte para os homossexuais "recidivistas" !

Em 11 de Setembro de 1073, os assassinos, sob o comando de Pinochet, o general traidor, passaram aos actos. Allende era assassinado.
Algumas semanas mais tarde, Kissinger, o grande cérebro organizador do golpe de Estado, recebia o Prémio Nobel da Paz !!!!
E Gerald Ford, que primava pela sua inteligência, declarava que os EUA tinham obrado em prol dos interesses dos Chilenos e também dos Estados Unidos!

Nixon, obrigado à demissão por actos de espionagem - Watergate- dos seus adversários democratas, foi-se embora um dia , a cauda entre as pernas !

Anónimo disse...

Grande "serviço militar" na EPAM Claro que (ainda não !?) sabiam do MFA !........

Que saudades da 5ª Divisão......Marques Correia and so on.....


Alexandre

Anónimo disse...

E porque não, dizer o nome dessa figura pública?!...

patricio branco disse...

tempos terriveis, allende estava enfraquecido, os camionistas entraram numa greve devastadora da economia, pinochet aproveitou-se e traiu o presidente dando o golpe, era um golpe anunciado. seguiram-se meses e anos de repressão sangrenta. pablo neruda faleceu 10 dias depois do golpe e a sua casa na ilha negra foi destruida.
pinochet teve a sorte e humilhação que merecia, preso em londres no dia seguinte a ter tomado chá em casa de margareth tatcher.
entrava no dia 11 para o s. jorge, uma matiné, não lembro a pelicula, comprei o diario popular ou lisboa e, já sentado, li a noticia do golpe.
a italia retirou o embaixador de santiago e deixou durante uns 2 anos um encarregado de negócios apenas, havia refugiados em muitas embaixadas, muitas não podiam mais, a sueca, a brasileira, na de portugal não sei se havia algum, mas que interessa?
ao lado, na argentina, jogaram com o fogo ao quererem ressuscitar um peron senil como presidente que faleceu pouco depois e deixou a presidencia com isabelita e um bruxo, lopez rega ou qualquer coisa assim, que era o rasputine de lá, foi ainda pior que no chile a ditadura dos militares argentinos, etc

Anónimo disse...

Do 11 de Setembro ao 25 de Abril vai uma distância de 7 meses e 14 dias. Esse cadete, hoje figura pública, teve também o "seu" lugar no interior do MFA? Ou é uma pergunta ingénua?
José Barros

Anónimo disse...

“Chilenos siguen divididos a 40 años del golpe de Estado.”
É tão difícil de compreender as notícias que hoje chegam do Chile, como, há 40 anos, alguém querer festejar com champanhe, em Portugal, o sucesso de um golpe militar de um país distante a par de um outro que se tivesse ali a sua g3 o matava (tipo agarrem-me senão…)
Até apetece concluir: As ideologias são o cancro das sociedades!
E agora temos mais um anónimo para a coleção: o tal do champanhe! Seria ao menos Moet Chandom?

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara São: não concordo. É preciso ser diferente.

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anonimo das 21.13 : quel lá esteve sabe. Para quê fazer "processos" por ideias?

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 21.38: garanto-lhe que não entrou no MFA...

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 23.12: a alusão à arma foi uma graça. O meu querido amigo António Franco não mata uma mosco com Sheltox...
Quanto ao champanhe, devia ser do bom, mas, como imaginará, não aceitei o convite.

Pedro disse...

é um senhor que agora cuida de hortaliças?

ECD disse...

Com satisfação vejo que o 11 Setembro americano não "esconde" para si a memória do 11 de Setembro. Já tinha reparado em anos anteriores.
Sobre o cadete da EPAM.... mais nada a dizer

São disse...

Tem razão. Que DEus me perdoe, porque também acho que devemos ser diferentes.

Mas ler uma série de disparates como li no facebook e culminar com esta do champanhe; não ouvir na comunicação social uma única referência a este golpe apoiado pelos EUA e ouvir relembrar vezes sem conta o 11-9-2001 - ainda por cima, como o dia que mudou o mundo(!?) _ fez-me sair dos meus padrões: apresento as minhas desculpas!

Os meus respeitos.