terça-feira, 2 de julho de 2013

Exportar ensino

Pode soar estranho o título "Exportação do Ensino Superior", mas é esse mesmo o nome de um seminário em que intervirei no dia 4, na Universidade Nova de Lisboa, que se debruçará sobre os ganhos efetivos que uma promoção no estrangeiro de um ensino universitário português de qualidade pode trazer para o país.

Analisaremos várias e bem sucedidas experiências e procuraremos ligar isso à nossa ação diplomática externa na área económica. 

5 comentários:

Anónimo disse...

Exmo. Senhor Embaixador,

É a primeira que comento o seu blog, do qual sou leitor assíduo. Tenho aprendido muito, dada a diversidade de temáticas sobre as quais se debruça, sempre de forma fundamentada e coerente.

Caso o seminário seja aberto ao público, ficaria grato se me indicasse a que horas começa, pois gostaria de estar presente.

Com os melhores cumprimentos,

Henrique Sousa de Azevedo

Anónimo disse...

Senhor:
Está contar a anedota da semana?

patricio branco disse...

há estudantes portugueses em muitos países, p ex de medicina em praga, espanha (salamanca, sevilha, madrid), republica dominicana, cuba...
que o destino inverso se torne realidade pois

Julia Macias-Valet disse...

Espero que ter pilotado a publicidade e a comunicação (há vinte anos atrás), desde Paris, das primeiras dezenas de aberturas de supermercados Intermarché em Portugal, tenha contado...

Isabel Seixas disse...

Gostava imenso de ter assistido.
Talvez o Sr. se lembre de fazer um post com algumas inferências "produzidas"...

Penso que por inerência um dos determinantes será a acessibilidade no regime de acesso e ingresso, aspeto aliás facilitado pela quase deserção na maioria dos nossos cursos , (a não ser medicina ainda face aos lobies instalados), também pela redução drástica de alunos face aos aspetos demográficos de redução de natalidade e da empregabilidade no país a fazerem-se sentir...