domingo, 30 de dezembro de 2012

Mal passado



Aquele governante de passagem por uma capital de língua inglesa, homem simpático e com algum "mundo", desafiou o embaixador e os seus colaboradores para jantar num restaurante.

Olhou a lista e tomou a original opção de escolher um bife como prato principal. Porém, sabedor do facto de que um bife bem passado é, na realidade, sinónimo do "assassinato" da carne, a personalidade decidiu optar pela escolha de uma posta mal passada, com o sangue a ver-se. E, para o empregado que anotava os pedidos, esclareceu, num inglês que achou nada confuso:

- For me, a bloody steak.

Rezam as crónicas que o empregado, estranhamente, não foi capaz de perceber, de imediato, a opção do governante. O inglês é uma língua muito traiçoeira, como se sabe. E os empregados dos restaurantes são, muitas vezes, gente mal preparada para a entenderem...

25 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Senhor Embaixador
O problema está sempre em traduzir à letra.
Consta que outro terá, já irritado, rosnado entre dentes, numa reunião, um "you are here...you are eating"!

Anónimo disse...

sonora gargalhada :D

Recordo um decano em país anglofono que costumava discursar on behalf of the Diplomatic "Corpse".
E não consigo esquecer um nosso governante que se anunciava... secretary of "strange" affairs.
xg
Feliz 2013!

patricio branco disse...

quase que apostaria que o governante desafiou, isso sim, mas não pagou
normalmente o bloody steak é acompanhado por some f..king potatoes!!
maravilhosa a carne apresentada!

gherkin disse...

Bom para fechar o ano!
Que o próximo, noutras funções, e em solo pátrio, portanto fim da vida itinerante da diplomacia, seja tão proveitoso e inspirador para gáudio de todos que diariamente o têm lido. E, espera-se, que muitas destas diversões diplomático-jornalísticas sejam coligidas em um, ou certamente mais volumes, porque bem o merecem!
Abraço e, finalmente, BOM, SAUDÁVEL and Restful NEW YEAR (which I don't believe the latter is going to happen!)com os "bloody" bifes à mistura!
Gilberto

patricio branco disse...

clássicos exemplos em francês dos meus tempos de liceu são os "encore bien que je te trouve!" e "avec alors para ici!" duas expressões que os franceses, tendo gostado, adoptaram do português ainda bem que te encontro! e com que então por aqui!

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

lol lol lol

E o empregado trouxe-lhe um bloody mary com um bife lá dentro?

Francisco disse...

Nos meus tempos de publicitário almocei um dia com um cliente num restaurante fino de Lisboa. Ao fim de algumas hesitações (a ementa era variada e as alternativas muitas e sedutoras), o homem, director de marketing de uma grande multinacional, decidiu-se finlamente por "um bife tártaro mal passado". O imperturbável Salvador ficou de boca aberta por um momento, mas recompôs-se rapidamente.

Anónimo disse...

São todas magníficas, mas o secretary of "strange" affaires devia causar impacto junto dos homólogos... :)))

Feliz 2013 para o Senhor Embaixador, comentadores e restantes leitores.

Isabel BP

Santiago Macias disse...

Na minha primeira ida a França, há já muitos anos, e ainda sem grande prática da língua, pedi também um bife mal passado. Com toda a convicção, disse "sanglant!". A mesa explodiu em gargalhadas. Não tive outro remédio se não fazer coro, quando me explicaram o disparate que acabara de dizer...

Votos de Bom Ano, em especial a partir do próximo dia 28.

Anónimo disse...

Desejo um Ano “BEM PASSADO” a todos!
Sendo pessoa comum, gosto da carne bem passada. Tal como o meu avô dizia: carne crua só agarrada à rês…

Anónimo disse...

what a bloody comment, estarão a pensar... Também eu...

Anónimo disse...

Conta-se que um dia um jovem Portugues, convidou a sua namorada inglesa para um almoço numa cervejaria em Lisboa. Sabendo do seu gôsto por camarão, assim, pediu uma boa dose do dito. Só que a jovem inglesa habitualmente comia camarão em Inglaterra, mas só o miolo, as cascas ficavam na cozinha. Então a travessa, para ela, mais pareciam baratas...Escusado será dizer que não comeu camarão nenhum.

Anónimo disse...

Antes de deitar e depois de acordar eis-me aqui a blogar.

A todos os blogantes, e especialmente ao autor, que o novo ano seja uma experiência criativa e bem disposta, atlântica e pacífica...

Helena Sacadura Cabral disse...

Ainda para rir.
O meu irmão mais novo, engenheiro catita e muito dado às piquenas e aos bólides, possuía de um MGBT no qual fazia grande sucesso entre as donzelas. Mas, pouco dado às línguas, tentou convencer uma inglesa nos seguintes moldes: "do you want a bear and some understandings?!".
Ainda hoje, já com sessenta anos e avô, quando vemos percebes gozamos com ele...

Anónimo disse...

Vem a propósito a velha história , que alguns reportam a Coimbra e outros a Luanda .

- Diga-me uma coisa , o vosso bife está devidamente putrefacto ?
- Oh sr. doutor , se não estivesse eu não lho servia !

RMG

Anónimo disse...


... e que este 2013 que vai trazer uma mudança de quase tudo, serenamente seja portador de uma generosa mudança que se avizinha.
Um forte abraço
Guilherme S.

patricio branco disse...

está boa e a historia deve ser de coimbra...

Anónimo disse...


Também penso que é de Coimbra , já ouvi referências nesse sentido .
Digna de "O livro do Dr. Assis" mas não me parece que seja de lá .

Falei em Luanda porque foi um angolano que ma contou há pouco tempo como sendo local .
Mas este é o tipo de histórias "universais" , toda a gente as quer para si .

RMG

Anónimo disse...

Boa história e bons comentários.
Bom ano com as mudanças possiveis e as necessárias. Mas... eu não sei

Anónimo disse...

Ai que fome me vai na alma! A minha f...king potato esta no forno e tarda em aprontar-se! Nao tenho Maria sangrenta mas ando ha dias a tentar um bom Manhattan que ainda nao consigui. Ou o barman ja nao tem cerejas ou ainda e cedo para elas! A meia noite espera-me uma pequenina mousse de salmao envolvida amorosamente em salmao fumado com melba toast e 1/4 de cava (decididamente nao sei abrir garrafas de cava ou similares. Nao tenho estudos...) Este ano, dado que me esqueci de umas uvas pretas importadas do Brazil, terei passas mal passadas, ou a meia cura- que prefiro.

Bem a todos os bloggistas um OPTIMO 2013, com o blogg cada vez melhor.

Caro Embaixador, Ca o esperamos em Fevereiro, eu e todos os scholars desta confraria.

F. Crabtree

Isabel Seixas disse...

Feliz 2013 para todos.

Julia Macias-Valet disse...

Um post "well done" para acabar o ano : )

Caro escriba alguns restaurantes parisienses propõem : "Steack tartare poilé" ! Não estou a reinar. Mas quando a moda vem de Paris...
Afinal o senhor do Marketing tinha "une longueur d'avance" ! Como acontece, quase, sempre com os publicitários ; )

Dear Santiago, essa noite no Taxi Jaune marcou-me para sempre : ) De tal forma que sempre que agora me perguntam : quelle cuisson ? me lembro de ti : )))

Bellissímo 2013 para todos
JuliÁ

Isabel Seixas disse...

Estava à espera de 2013 para conseguir ler steack, ai ...Continuo a ler orçamento em qualquer conotação idiomática ou literal...

Mal passado e Sangrento(...)

PS(...)
Agora, pensamento "mal passado/pensado" há homens até presidentes que são surpreendentes, basicamente nunca nos surpreendem...

Anónimo disse...

A velha senhora telefonou-me e disse que era para ser só uma quadra para a amiga Isabel Seixas, que a quadra cresceu para soneto e que nem o soneto lhe chegou:

escorreguei no alvarinho
o meu 'mal' é começar
perdi-me aqui no caminho
e já não soube parar

e ditou-me isto tudo, que não sei se terá cabimento:

mui mal passado sangrento
foi isabel dois mil e doze
co'a tal porra de orçamento
este ano duplica a dose
dois mil e treze nos coze

dois mil e treze tresanda
a gaspar passos cavaco
e a cè-dê-esse na banda
e a relvas grande velhaco
se este poder não desanda
o país fica num caco

mas o povo é quem mais manda
quem disse que o povo é fraco?
já não crê na propaganda
vai pô-los todos num saco
atá-lo bem c'um baraço
meter tudo num buraco

porque o povo não debanda
povo unido braço a braço
vai celebrar num abraço
o desmando da demanda

Isabel Seixas disse...


Sr. Embaixador se me permite

Oh se tem cabimento cara velha amiga, oh se tem...
Do meu ponto de vista , claro!

E o Seu alvarinho?!

Hum... Que promotor de inspiração,
não inibe tanto como o "maduro carrascão",
por isso penso que o beberá fresquinho,
deixando-lhe livre para a função, o coração e a razão

Já que não posso acompanhá-la nos copos, permita-me que do Seu "Poema" faça uma citação

porque o povo não debanda
povo unido braço a braço
vai celebrar num abraço
o desmando da demanda
In VA
PS Obrigada sr. embaixador