sexta-feira, 8 de junho de 2012

Ainda o Jubileu

É excelente o número duplo que o "The Spectator" dedica ao Jubileu da raínha Isabel II. 

A revista conservadora britânica, que sempre tem colaboradores que, com imensa piada, arriscam o reacionarismo pedante e combatem, sem temor, o "politicamente correto", consegue ter uma vitalidade intelectual que deveria fazer pensar muita gente, daquele e do outro lado do espetro ideológico. 

Em Portugal, este tipo de publicações, mal surgem, enchem-se logo de façanhudos artigos doutrinários que laudam o liberalismo, incensam o atlantismo radical e se furibundam contra outros ismos. Depois, a "mão invisível" do ingrato mercado, que tanto lhes excita os espíritos mas os exclui das bancas, fá-los cair na expectável indiferença pública, (re)canalizando os respetivos escribas para alguma sisuda e quase sempre indignada blogosfera "da política" ou para o colunismo jornalístico sentencioso, de retratinho ao canto, onde quem não os conhecer que os compre. 

Grande "Spectator"!

7 comentários:

C.e.C disse...

Faz-me lembrar o special que a CNN fez, com o curioso título: "All the queen's presidents: From Truman to Obama"

Caso haja interesse, aqui fica o link: http://edition.cnn.com/interactive/2012/05/specials/queen.presidents/index.html

Helena Sacadura Cabral disse...

Vai-me perdoar, mas delicio-me sempre que a "sua mão visível" fala da nossa comunicação social e das "invisíveis mãos" que a ela presidem.
O estudo dos grupos que a comandam dava uma séria análise do nosso país...

Helena Oneto disse...

Excellent est revenir ici et tomber nez-à-nez sur ce désopilant billet. Acerbe! Jubilatoire !

Isabel Seixas disse...

Pois, bem gostava de auscultar sobre o assunto a opinião da minha(Claro, pois não)e Nossa velha amiga, até porque se não me engano será a mais idónea dado o seu percurso compativel com a a caminhada no tempo cronológico...

Anónimo disse...

Pois é.... Parece sempre que o mundo se divide entre conservadores e progressistas. Só que hoje já nem se sabe quem são os progressistas nem os convervadores. Isto é mesmo um tempo de grande mudança. Mas... eu não sei.

patricio branco disse...

churchill, harold macmillan harold wilson e tatcher foram bons primero ministros, eden fraco politico, etc, opiniões pessoais.
a rainha é uma grande monarca

Carlos Fonseca disse...

Destoando do seu post, mas falando de comunicação social, deixe-me perguntar-lhe: Já leu o que escreveu hoje o "provedor do leitor" do DN?