sexta-feira, 23 de março de 2012

Clubites

O Futebol Clube do Porto apresentou uma queixa contra uma professora que, nas suas aulas, divulgou uma corruptela do "Atirei c'o pau ao gato", a qual acaba dizendo: "“vai-te embora pulga maldita/batata frita/viva o Benfica". Azul de indignação, o pai de uma criança "violentada" por esta terrível distorsão educativa, terá mobilizado a atenção da agremiação nortenha para o que se considerou serem os novos "fascistas do gosto". Para o clube, em severa declaração pública, "mais grave é que a adulteração da letra é prática diária e repetida três vezes ao dia, não só no jardim-infância da Ericeira, mas também em todas as escolas do pré-escolar do agrupamento e noutras de Lisboa e Cascais".

Sendo este blogue - por insuperável e endémico "lagartismo" - totalmente insuspeito da mais leve simpatia por ambas as partes envolvidas neste decisivo conflito - desde os "lampiões" do Colombo aos "andrades" do Pérola Negra -, apetece deixar aqui uma imensa gargalhada informática face a estes sintomas de ridícula clubite, só possíveis num país que ainda se permite levar a sério uns maduros que, com ar grave e espaço mediático, transformam um divertido espetáculo, em que uma maioria de estrangeiros dá uns pontapés e umas cabeçadas numa bola, vestidos com camisolas atulhadas de publicidade e com "patrióticos" emblemas que a maioria dos "artistas" só traz no coração porque andam junto ao peito, num severo "casus belli" educativo. Só espero que ninguém, dos lados de Alvalade, venha a lembrar-se de subscrever este protesto contra o "outro lado da segunda circular".

Serei eu que estou a ver mal as coisas ou anda tudo doido? 

31 comentários:

Anónimo disse...

Sr. Embaixador, tudo doido e com um atraso mental cada vez mais profundo...

JC

Anónimo disse...

Já está tudo doido....

Catinga disse...

O "pau ao gato" não precisa de corruptelas. Está aí há gerações e recomenda-se sempre.

Era só o que faltava que as criancinhas tivessem de ser doutrinadas na clubite logo de pequeninas. Quem é a educadora de infância para, recorrendo do natural ascendente que tem sobre os pequenos, lhes impingir as suas manias clubísticas?

(e que tal o SLB abrir infantários? - eram um sucesso!)

Se o "Benfica" fosse substituído por um partido político, aí já fazia mal, certo?

Precisamente por terem feito do "belo jogo" um fenómeno de ódios e estupidez é que é particularmente repelente que metam a mania dos clubes ao barulho em simples canções de crianças.

Mais... segundo li noutro lado, a criança - proibida pelo pai de dar vivas ao Benfica (é um direito que lhe cabe enquanto encarregado de educação) -, tem sido discriminada na sala de aulas e alvo de comentários por parte da educadora e isso é que terá motivado a queixa junto das autoridades competentes.

Eu já não tenho clube mas cada vez mais detesto o Benfica! Já não há pachorra para a lavagem ao cérebro que é feita com esse (meu antigo) clube... Aliás, da última vez que fui à Luz até me assustei com o fanatismo que sobressai de todas aquelas pinturas que o clube mandou fazer nos túneis.

Se alguém acha que o fanatismo é uma coisa boa...

António P. disse...

Caro Embaixador,
Não , não anda a ver mal...isto está tudo louco!
Cumprimentos

António P. disse...

Caro Embaixador,
Não, não anda a ver mal...isto realmenet está a ficar tudo louco.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Está tudo doido, penso eu de que.

a) Feliciano da Mata

Isabel Seixas disse...

Tem razão Sr. Embaixador.
Louvado seja Deus!!!...

Anónimo disse...

Leitor ávido (e obviamente diário) deste blog, oportunidade agora me surgiu para questão relativamente à qual, mesmo após consulta na Internet, não encontrei resposta:
Porquê os adeptos do FCP serem "Lourenços" (e, já agora, os do Braga "Andrades"? Filho, nesto e bisneto (e por aí fora) de todos os constados, do Minho (atenção, de Ponte e de Viana), e dado que, quase a atingir o meio século, já não consigo esclarecimento junto de meu pai - quem me habituou a esta terminologia, que utilizo amiúde e relativamente à qual todos os meus amigos estranham - por já não poder contar com a sua presença.

Assim, aproveito agora a oportunidade para saber se poderei defeintivamente esclarecer-me das origens dos "lourenços" (e "andrades").

saudações

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 19:03: leia aqui a história dos "andrades": http://www.abola.pt/epaper/forum/topico.aspx?topic_id=18493

Anónimo disse...

Não sei.... mas o football em Portugal, na maior parte dos casos, não será sinónimo de debilidade ou miséria intelectual. Pois ainda não sei. A importância que lhe é dada não é muito normal a nível nacional. Desculpem-me o desabafo mas....

Fernando Correia de Oliveira disse...

Caro Embaixador, decididamente, anda tudo doido. E, lampião confesso, já me ri, mais uma vez, com a sua prosa. Espero avidamente versão futebolística da "As pombinhas da Catrina", "O Jardim da Celeste" ou "A Loja do Mestre André".

patricio branco disse...

maliciosa e divertida professora

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Catinga: e que importância tem que a criança vá para o Benfica ou para o Carcavelinhos? Só porque o pai é do Porto (ou do Sporting) faz parte dos seus direitos de "educação" convencê-la a seguir essa opção? Que importância tem a opção futebolística na vida de uma pesssoa (normal)? Quanto a claques, não há inocentes: a "minha" Juve Leo e outros bandos de idêntico jaez pedem meças em javardice e ordinarice às qualquer outra agremiação, sejam elas de bairro (como é o caso do Benfica ou do Campo de Orique), sejam de província (como é o caso do Porto ou do Lusitano de Évora). Levemos isto com ligeireza e graça... Por mim, não perco um minuto de sono com as derrotas do meu Sporting - o único clube português verdadeiramente católico, porque só ganha quando Deus quiser...

Anónimo disse...

????!!!!!
José Barros

Anónimo disse...

se calhar o deus é outro sr embaixador...


bem haja

Anónimo disse...

Só que ainda não ganhou nada com a mão de Deus... Talvez venha a ganhar com a mão de Alá, com o iluminado Ayatola.

Logo na Ericeira.

De facto a linda praça central, "jogo da bola" , é de uma beleza só equacionável com o histórico e resistente Hotel.

Estéticas que não se coadunam com aberrações mentais.

Respeitosos cumprimentos e saudações.

Guilherme.

Margarida disse...

O facto (extraordinário!) do FCP dar sequência (e que sequência!) às cólicas do fanático e, pelo que se ouviu na TV, destemperado progenitor 'ofendido', revela bem o tipo de mentalidades dos 'senhores-da-bola'.
Vamos ver onde semelhante disparate vai parar.
Tornou-se tudo tão feio, pouco desportivo e sem honra alguma, que as pessoas sensatas e medianamente equilibradas querem apenas distância desse jogo e da tropa fandanga que enxameia os estádios.
Uma pena.

EGR disse...

Senhor Embaixador:junto-me aos que pensam que isto anda tudo louco.

Anónimo disse...

Caro Fernando Correia de Oliveira
aceitando a sua sugestao aí vai:

"Nas bolinhas da Catrina"

Nas bolinhas da Catrina
Nao se toca com a mao
Foram dar à quinta nova,
Ao relvado do Dragao.

No relvado do Dragao
Ai ai nenhuma fica
Foram todas pra Lisboa
Lá prós lados do Benfica.

Siga, siga, esta arraiada
Digo eu pros meus botoes
Que depois da caldeirada
A vitória é dos leoes

Ao passar o ribeirinho
Ficou-se o outro e o FCP
Vieste tu meu amorzinho
Cheia d´esperança no SCP

Tendo beira e com patrao
O jogar é nossa sina
Nem de deus se aceita mao
Nas bolinhas da Catrina.

Francisco F. Teixeira

Anónimo disse...

Tambem "atirei o pau ao gato"não devia ser cantado.Coitadas das criancinhas a serem ensinadas a bater nos animais...
Ele há cada pai!

Margarida disse...

Boa, 'anónimo' das 09.20 (mas porque não inventam nomes?- sempre era mais engraçado...): essa musiquinha é um 'incentivo' a uma certa, se não 'violência', insensibilidade.
'atirei o pau ao gato, mas o gato não morreu'?!
É cada patetice que vamos transmitindo de geração e geração..., sim, porque eu também trauteei, no meu tempo, esta 'canção'...
:(

ARPires disse...

Só pode mesmo andar tudo doido...
Graças a Deus não sofro desta
futemaleita.

Catinga disse...

Ora embaixador,

O que é ser pai senão transmitir aos filhos valores, princípios e... gostos? Qualquer pai quer ver refletidas nos filhos as coisas em que "acredita". Se não fosse assim, era um pai... ausente.

O homem em causa acalenta o desejo de levar o pequenote ao estádio para puxar pelo FCP. Quer comprar-lhe cachecóis azuis e ver a criança sorrir. Quer ter um amigo em casa com quem possa celebrar as inúmeras vitórias do clube mais detestado de Portugal, quer ter um aliado quando for ao café e tiver de enfrentar os sempre queixosos lampiões. Está no seu direito e não tem de o ver sabotado por uma educadora de infância.

E - repito -, segundo li, a criança tem sido alvo de comentários jocosos por parte da educadora. E isso é grave!

Quanto às claques, isso é tudo canalha. O meu problema mesmo são os adeptos normais, aqueles indivíduos aparentemente calmos mas que se passam quando o assunto é o Benfica. E olhe que até a casa de família já deixei de ir por causa do fanatismo "encarnado"! (e como o meu estômago tem tido saudades...)

PS - essa coisa do SCP católico teve graça... ;)

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Catinga: "valores"? "princípios"? No clubismo? Tenho esperança que esteja a brincar...

Catinga disse...

Caro embaixador,

E eu teria esperança de que lesse o meu comentário com atenção e notasse a palavra "gostos".

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Catinga: se se tivesse ficado pelos "gostos", ainda vá!

Anónimo disse...

Li post e comentários à velha senhora que gargalhou e disse:

'porque só ganha quando deus' dizes 'quiser'
meu jov'embaixador amor partiste o triste
do coração leão ateu o meu mulher
velha a sangrar de dor pois nenhum deus existe

Helena Sacadura Cabral disse...

Ai! Tudo louco? Não ofendam os loucos, que esses têm mais juízo!
Penso eu de que... como o nosso Feliciano.

Julia Macias-Valet disse...

Quanto muito quem poderia apresentar queixa contra... seria a Sociedade Protectora dos Animais, a Brigitte Bardot e outros assim dos estilo que gostam de bicharada.
Sim, porque ha certas canções que deveriam ser proibidas...porque diabo incentivar a violência contra os animais, com que direito desde a mais terna idade se ensinam cantigas às crianças que as incentivam a molestar os animais. Mais grave ainda com o intuito de matar o bichano !!!!

Os dragoes, as aguias ou os lagartos parece-me aqui um problema secundario...ou serei eu que estou a ver mal as coisas ou anda tudo doido ?

PS Dizem-me que tenho que pagar direitos de autor pela ultima deixa : ))
Sendo...quanto devo ?

Eduardo Antunes disse...

Sr. Embaixador, a toda essa gente doutrinada em fute bois por favor bebam ÁGUA!!

Anónimo disse...

Senhor Embaixador,

Em resposta ao ultimo post faco minhas as minhas anteriores palavras (noutro contexto)

Dem-lhes AGUA sim mas "Pedras salgadas em ponto".

F. Crabtree