domingo, 30 de outubro de 2011

O vaso

Foi ontem anunciado que o antigo presidente brasileiro Lula da Silva entrou num período de saúde mais complicado. Lula é um otimista e nós temos de o ser com ele.

Há dias, em Paris, falámos do que agora faz, da sua fundação. E saiu-se com esta:

- Sabe?, embaixador. Presidente saído da função é como quando a gente tem um vaso chinês. Quando deixa de ter casa grande, não se sabe onde o há-de colocar.

11 comentários:

Lucia Luz disse...

Boa comparação!
Bom domingo.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Muito boa, Lula é assim. Mas, cruzo os dedos para desejar que se aplique o ditado vaso ruim não quebra com a necessária correcção: vaso excelente não quebra

Ana Paula Fitas disse...

Lindooo :))
Beijinhos para os dois... porque a expressão de Lula e a sua partilha são de uma ternura incomensuravelmente humana!
Bem-hajam!

Anónimo disse...

Prezado Sr. Embaixador: Permita-me fazer aqui um "mea culpa". Quando o metalúrgico Lula surgiu como líder nos movimentos grevistas na Grande São Paulo, duvidei da "figura". "Onde iria querer chegar esse cidadão?" Pois, bem ele não só "chegou", como o resto é História, história esta que V. Excia. teve o privilégio de acompanhar bem de perto. Com "o tal" de Lula, o Brasil atingiu píncaros nunca dantes imaginados. Sabe, Sr. Embaixador, aquele "sindicalista iletrado" fez todos nós, brasileiros, ter genuíno orgulho do seu país. Meus votos de pleno restabelecimento a ele.

Cunha Ribeiro disse...

De "vasos chineses" está o "governo" cheio...

Anónimo disse...

Bonito, inteligente e.. triste?

Anónimo disse...

A sabedoria na sua simplicidade versos os nossos xicoespertos...
arrogantes e atrevidos!

Anónimo disse...

Pela sua saúde: lamento. Pela "prateleira" não encontrada: se a inteligência aflorar à nova vasilha chinêsa, o melhor é pôr o vaso na cozinha, que é onde, racionalmente, começa o dia...

Fada do bosque disse...

Estou a torcer para que consiga vencer este inimigo. Fiquei triste com a notícia. Gosto tanto da simplicidade de Lula. Benditos os simples e sábios.

Isabel Seixas disse...

Bem interessante a metáfora.
Também acho que há vasos que são reliquias e merecem ser preservadas, às vezes os lugares de destaque são recônditos,mas por isso mesmo ímpares.

sonia disse...

Acho excelente a comparação no sentido de que vaso chinês só serve como decoração, para "impressionar", dizendo que a casa comporta peças raras. Mas quando pensamos na sua utilidade...é melhor deixar pra lá. Bem se vê que não sou chegada ao PT!