terça-feira, 2 de agosto de 2011

Título

- Tu sabias que ele é um aristocrata?

- Quem, aquele tipo? Não fazia ideia.

- É. Deve ser por isso que chegou atrasado.

- Porquê?

- O homem nunca utiliza auto-estradas, vem sempre por estradas antigas.

- Mas não utiliza auto-estradas para poupar dinheiro?

- Não. É que um dia assustou-se quando viu, na entrada de uma auto-estrada, "Retire o título"...

5 comentários:

Anónimo disse...

este texto é, mais ou menos, um exemplo de como controlar uma conversa

o primeiro interluctor controla o segundo que faz o papel de naif.

claro que tambem podia ser o segundo a deixar o primeiro falar para ver onde e que ele queria chegar ...

Anónimo disse...

A esta hora deve prescrever-se
leitura indutora de dormir,não de rir...
Mas teve piada.
Isabel Seixas

Helena Sacadura Cabral disse...

Ai Senhor Embaixador o que ri!
da próxima deixo lá o único título que tenho e não uso: doutora. Sará que aceitarão?
Eu já vou pelas secundárias em tudo.
E não é que são lindas?!

Concha disse...

A história, provocou-me um riso espontâneo.
De um modo até nada subtil poderá estar uma crítica.
Sem dúvida, as estradas antigas são mais lentas,mas provavelmente mais seguras.

Anónimo disse...

Quando vou a Bornes por influência do meu pai e mãe, vou normalmente pela estrada antiga, aliás o meu pai odiava a autoestrada achava a paisagem árida...Achava também que a velocidade de alguma forma lhe retirava o cariz de passeio.
Isabel Seixas