sexta-feira, 8 de julho de 2011

Diogo Vasconcelos

Não conhecia pessoalmente Diogo Vaconcelos, que ontem faleceu em Londres. Mas tinha (e ainda tenho) a honra dele figurar como seguidor deste blogue - onde aparece numa fotografia com a muralha da China por detrás, que aqui prefiro a outras existentes na net com melhor resolução.

Temos amigos comuns, sabia que era das grandes figuras portuguesas dedicadas às novas tecnologias e recordo bem o seu sorriso amável em algumas ocasiões em que o vi na televisão.

Ontem fui a Lisboa despedir-me de uma amiga. Hoje, despeço-me aqui de um amigo virtual, que segue a mesma viagem.

4 comentários:

Anónimo disse...

A pesar do frio
o braço tépido no ombro
sempre aconchega
Atenua o calafrio
Dela, quando vem assombro
e algo nos leva...

Isabel Seixas

Helena Sacadura Cabral disse...

Senhor Embaixador
Há momentos assim. Acaba de me telefonar a Teresa Paiva a dar a má nova. Estou tremendamente impressionada. De facto, nem sempre se consegue navegar pelo mar encapelado destes últimos dias. Não paramos de ter mortes e más notícias!

papoila disse...

Semana muito triste.

Anónimo disse...

O Senhor Embaixador às vezes surpreende-me com as suas inesperadas afinidades. Deve ser bom viver assim tão livre.

CSC