quinta-feira, 10 de março de 2011

Um dia de otimismo

Há dias em que o nosso otimismo com o futuro do país se acentua. Hoje foi um deles.

Ofereci um almoço ao responsável da Embraer para a Europa, baseado aqui em Paris. Porque estive ligado ao processo de negociação, iniciado em 2006, que trouxe esta empresa brasileira de construção de aviões para Portugal, mantenho um grande interesse no projeto, que prevê uma fábrica em Évora, cuja construção se concluirá no final deste ano, com equipamentos em início de produção de equipamento em Agosto de 2012, envolvendo mais de quatro centenas de postos de trabalho. Sei de outras empresas, inclusivamente francesas, que têm demonstrado o seu interesse em explorarem as possibilidades de crescimento deste "cluster" aeronáutico em Portugal.

A certo passo da conversa, disse ao responsável da Embraer que, se viesse a considerar necessário, estava à disposição para facilitar, na medida das minhas possibilidades, a resolução de qualquer problema com que a empresa se defrontasse no seu trabalho nosso país. A resposta foi muito clara: a Embraer tem vindo a ter, por parte de todas as entidades oficiais portuguesas com quem tem tido contactos, desde o início do projeto, todas as facilidades requeridas e permitidas por lei, tendo podido contar com uma disponibilidade "inexcedível e constante" por parte da AICEP e do município de Évora, numa demonstração de cooperação absolutamente modelar.

Às vezes, acontecem-nos dias assim!

6 comentários:

Margarida disse...

Mas a exultação quanto às disponibilidade "inexcedível e constante" e "cooperação modelar" não deveria ser excepcional, porque esses factos deveriam ser a regra (utopia, utopia, bem sei...).
Quanto ao restante orgulho e expectativa, muitos parabéns e que se cumpra.
Para bem colectivo.

Bejense disse...

Sr. Embaixador, o aeroporto de Beja precisa de um empurrãozinho também... veja lá o que pode fazer! De certeza que o cluster não deixará de fora esta estrutura, mas sabe como são as coisas... lobbying ainda não alcançou os resultados almejados! Merci d'avance...

Helena Oneto disse...

Optima notícia! espero que amanhã haja mais. O país bem precisa -falta de melhor- de um pouco de optimismo e ficamos-lhe, desde jà, muito agradecid(a)os:)!

Anónimo disse...

Que se renove e reinvente.
Que seja representativo das maiorias, dos dias...

Aliás podia registar a patente e conceber como fármaco analgésico?...

A capacidade de amortecer as tormentas em copos de água, não é de facto competência extensiva a todos...
isabel seixas

Anónimo disse...

Margarida, straight to the point. A verdade é que o tratamento dado à Embraer é uma excepção e não uma regra. De qualquer modo, um investimento deste tipo requer um tratamento excepcional já que não surge todos os dias.

Regina d'Ávila disse...

Parabéns aos dois países...
Que prospere e dê frutos.
Prosperidade.
Abraços,
Regina d'Ávila.