domingo, 27 de março de 2011

Mísia

A França é um país atento a quem, sendo originário de uma outra cultura nacional, contribui positivamente para a diversidade que o país integra.

Há cerca de um ano, numa conversa com o então ministro da Cultura português, Pinto Ribeiro, o seu homólogo francês, Frédéric Mitterrand, informou-nos que era sua intenção condecorar a cantora portuguesa Mísia, que disse muito apreciar.

Esta semana, o meu colega francês em Lisboa, Pascal Teixeira da Silva, vai fazer entrega das insígnias de "officier des Arts et des Lettres" a Mísia.

Esta é uma merecida distinção a uma figura que tem mantido, desde há muitos anos, um percurso musical de exigência e rigor, com uma atenção preferencial a um fado servida por poetas de grande qualidade, estilo que muito ajudou a conhecer em França. Ainda há semanas, aqui em Paris, Mísia encheu, em seis espetáculos consecutivos, a sala "Les Bouffes du Nord", para um público essencialmente francês, mas onde uma fiel presença portuguesa era bem evidente.

6 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Merecida distinção quer pela forma como canta quer pela sua própria história de vida, que há alguns meses, li na revista do Expresso, se não me engano.
Não é a que mais gosto de ouvir, mas é alguem por quem tenho bastante admiração.

Anónimo disse...

"Atão?!..."E o fadito da praxe...?!
Isabel Seixas

Anónimo disse...

A expressão deleitada e embevecida, o voil vendador de esvoaçante...

"Atão"...?
Só falta mesmo o fadito.
Isabel Seixas

Helena Oneto disse...

Muito bem merecida!

Anónimo disse...

A França é bem esperta...
Isabel Seixas

Vejamos aliás como se faz deslumbrar com modelos... De torres a rasgar o Ar... Arcos a persuadir dinamismos deambulantes, explosões sensoriais únicas(continuo a sonhar ir ao louvre patrocinada por mim e só por mim)
Mas a maior dádiva é a partilha a do trabalho que se transforma em emprego quando as pessoas Querem...

Pensando bem esperta e não só...
Muito inteligente.

Julia Macias-Valet disse...

"Dans le cadre de la candidature du FADO au Patrimoine Immatériel de l’Humanité à l’Unesco, l'exposition FADO permettra au public français de se familiariser avec ce genre performatif qui intègre musique et poésie."

http://www.unesco.org/new/fr/unesco/events/unesco-house/cultural-events/?cHash=a0d19441c6&tx_browser_pi1%5BshowUid%5D=3334

É necessario um pouco de BUZZ se queremos la chegar...

PS As distinçoes (Mariza, Misia, ...) também contam para a pontuaçao ? ; )