quinta-feira, 17 de março de 2011

A garrafa

Ontem à tarde, vindo com os apoiantes do Benfica, para ver o jogo de hoje com o PSG, bateu-me à porta um velho amigo:

- Será que posso levar uma garrafa de vinho que, há cerca de meio ano, uma pessoa te deixou, na embaixada, para mim?

Nesse instante, lembrei-me, claramente, que alguém me entregou uma garrafa que era destinada àquele meu amigo. Isso aconteceu, creio, no início de um concerto musical e, se bem leio a minha rotina, devo ter passado a garrafa a alguém da casa, que a terá guardado.

O "inferno" que é a minha vida, por estes dias, não me dá hipóteses de ir à procura da garrafa, pelo menos a tempo desse meu amigo a levar para Lisboa. Mas, aqui entre nós (ele não lê blogues, creio), é bem provável que já a tenha bebido, numa qualquer refeição. E o mais "trágico" é que, se assim aconteceu, nem sequer me dei conta de se tratar de um néctar dos deuses, como esse meu amigo diz que era.

Também por essa razão, e para garantir que ele fica contente, só espero que o Benfica ganhe! 

3 comentários:

Anónimo disse...

Viva Sr. Embaixador,

O senhor é um ponto como se diz por aqui...se a garrafa n aparecer diga q eu faço-lhe chegar uma de branco ou tinto adega de Vila Real.

Tomara q o benfica ganhe.

Tenha 1 bom dia.
Arm.

asmodeux disse...

Ora deve ser assi como`a modos que o benfica o recipiente interessa mais que o conteúdo

é levar só a garrafa

e esperar que ganhe para ver se paga os empréstimos e não caia no défice futebolístico

Helena Sacadura Cabral disse...

Console-se Senhor Embaixador que uma amiga disse-me, um dia, ter em sua posse uma cadeira oriental que o meu filho mais velho havia comprado e lhe pedira para guardar.
Há tempos falei-lhe nisso. Ele pareceu não se lembrar de nada, mas disse-me: "óptimo, mãe, vem mesmo a calhar para o teu neto lá em Bruxelas. Tratas-me disso e falas à tua amiga?".
E não é que eu não me lembro de quem me deu o recado?!