sexta-feira, 18 de março de 2011

China (e o Mónaco)

Num almoço ontem, no Institut Français des Rélations Internationales, alguém perguntava ao embaixador da China, com uma legítima preocupação, como é que ele avaliava o impacto negativo sobre o mercado internacional de produtos alimentares de fenómenos como as inundações na Austrália, os fogos do ano passado na Rússia ou as secas que assolam muitas zonas de produção no mundo.

A resposta do meu colega chinês foi esclarecedora: dado que a China tem cerca de 1,3 biliões de habitantes, a preocupação central dos seus governos, nos últimos 60 anos, tem sido garantir a segurança e a autonomia alimentar dessa mesma população. Porque a China sabe bem que, em caso de crise alimentar mundial, "ninguém tem capacidade de a ajudar", o país tem, essencialmente, que se preocupar com as suas própria crises.

Uma resposta como esta ajuda-nos a medir, com mais acuidade, a escala quantitativa de um Estado como a China, fundamental para se entenderem algumas das suas opções, seja em matéria de políticas públicas, seja no campo internacional. 

Numa nota mais ligeira, o meu colega chinês deu conta, aos presentes nessa refeição, de uma frase magnífica do príncipe Alberto II do Mónaco, por ocasião de um recente encontro entre autoridades chinesas e monegascas: "a importância da relação sino-monegasca é testemunhada por esta importante realidade: quase um em cada quatro cidadãos do planeta pertencem à soma conjugada das populações do Mónaco e da China"...

6 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Esse "principe do Monaco" tem tiradas esplendorosas!
De certo ainda o chamam para qualquer lugar na Comissão Eurpeia...

Julia Macias-Valet disse...

A isto eu chamaria uma "Lapalissade Recherchée" !!!!

: )))))))))))))))))))))))) Chega... Por Toutatis !!
: )))))))))))))))))))))))

O meu filho Raphaël (15 ans) acaba de ler o post e...pergunta-me : "cétait une blague ????"

Anónimo disse...

A Carolina vale bem 50 milhões de chineses...

Já para não falar da Charlotte...

Satyre de Poincaré

Anónimo disse...

O Príncipe Alberto esteve em grande! :)

Isabel BP

patricio branco disse...

macau e o mónaco, semelhantes embora algumas diferenças

Helena Sacadura Cabral disse...

Ai! Caro Patrício Branco...que lembrança deliciosa essa do Monaco e de Macau!