quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Lauro Moreira

Chama-se Lauro Moreira. Foi, até há dias, o embaixador brasileiro junto da CPLP.

Há três anos, quando foi para Lisboa, vaticinei, junto de muitos amigos portugueses, que a sua presença entre nós iria ser um sucesso. Enganei-me: foi um imenso sucesso. 

O Lauro é uma grande figura da cultura, um diplomata do afeto (agora, de vez, sem "c"), que soube, como ninguém, trazer o Brasil para a CPLP - e a CPLP nunca será nada sem o Brasil! Acabou agora o seu percurso português, mas ele sabe que "ficou" por Portugal. E, uma vez mais, provou-se que há diplomatas que fazem a diferença.

Um abraço fraterno ao Lauro e à Liana.

4 comentários:

Nuno Sotto Mayor Ferrao disse...

Tive o prazer de divulgar, pela relevância para a cultura lusófona, este testemunho do Embaixador Francisco Seixas da Costa relativamente ao papel do Excelentíssimo Senhor Embaixador Lauro Moreira, republicando este texto no blogue do Movimento Internacional Lusófono. Na segunda-feira dia 8 de Fevereiro realizou-se a cerimónia da entrega do Prémio Personalidade Lusófona do ano 2009, iniciativa do Movimento Internacional Lusófono, ao Senhor Embaixador Lauro Moreira, na Academia da Ciências de Lisboa numa sessão presidida pelo Professor Doutor Adriano Moreira com presença na mesa do dr. Mário Soares, o Professor Doutor António Dias Farinha, o Doutor Renato Epifânio como representante do Movimento Internacional Lusofóno e do Homenageado como Personalidade Lusófona 2009. Notícias sobre esta cerminónia e sobre os discursos proferidos podem ser acedidas no blogue do MIL: www.mil-hafre.blogspot.com

Saudações cordiais,
Nuno Sotto Mayor Ferrão

OCTÁVIO DOS SANTOS disse...

«(...) Afeto (agora, de vez, sem "c")(...)»?

Não tenha assim tanta certeza...

Gil disse...

A CPLP homenageou o Embx Lauro Moreira ontem,dia 10, dia em perfez 70 anos e terminou, oficialmente, a sua missão.
Lauro Moreira foi um extraordinário impulsionador da CPLP e um militante da cultura brasileira nos restantes Estados membros da organização.
Refira-se que, durante essa sessão de homenagem, o Embx Seixas da Costa foi citado por duas vezes: pelo Representante de Portugal na CPLP e pelo próprio Lauro Moreira, na emocionada mensagem de despedida com que encerrou a noite.

Anónimo disse...

Afeto sem C de coração é quase uma heresia para o AfeCto...

Mas também caminho inconformadamente para o quase conformismo do tem que Ser... Percebo perfeitamente a decisão das maiorias e dos plurais...

É como "render-me à evidência" que o plural de 60% por cento do feminino é masculino...

Não querem mais nada nÃo?!!!
Deixem-nos só criar os filhos ...
Que vão ver o que fazemos ao preciosismo que é como quem diz à "Grande Lata" do Léxico...
Isabel Seixas