quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Pedroto


Foi já há um quarto de século que desapareceu José Maria Pedroto. Recordo bem essa noite, pois estava de passagem pelo Porto e pude testemunhar a tristeza dos portistas e de muitos portuenses.

Há dois tempos no futebol português: antes e depois de Pedroto, isto é, antes e depois do "renascimento" do Futebol Clube do Porto. Com Pinto da Costa, Pedroto é o grande protagonista do início da deslocação de poder, no mundo do futebol, do Sul para o Norte do país, retirando-o ao condomínio de largas décadas do Benfica e do Sporting.

Qualquer que seja a opinião que se tenha sobre estas figuras do nosso futebol, esta é uma realidade incontroversa para quem se interessa por este desporto-negócio e, por essa razão, um motivo para relembrar José Maria Pedroto.

3 comentários:

Anónimo disse...

Andrade, Embaixador?

Anónimo disse...

Andrade? Era só que faltava! Lagarto, lagartão. Lampião é que não!!!

Helena Sacadura Cabral disse...

Eu que sofro pelo Sporting - oh! como sofro - estou de acordo consigo.