domingo, 17 de janeiro de 2010

Frase

"Já não há ricos. Já não há pobres no Haiti. Agora, são todos iguais" - Gilberto Nunes António, português que vivia no Haiti há 27 anos, à sua chegada à Europa.

8 comentários:

Helena Oneto disse...

Agora são tods iguais no horror. Que horror !

Anónimo disse...

Iguais só na morte.

Anónimo disse...

como se pode acreditar numa coisa destas? foram todos iguais num segundo... depois....

Anónimo disse...

A natureza Peca...

Por defeito
Por excesso
A preceito
Por desejo expresso

Adoece
Física e mental, não compadece
Padece
Dissimulada como não quisesse

Numa convulsão febril

Treme a Terra
Mata e morre
Como em qualquer Guerra
Fé,esperança e vidas soterra

O céu em reforço pueril

Nos olhos a cor da cinza
O límpido azul em retiro
Deplora e Chora
Lágrimas de crocodilo

O mar enraivecido hostil

Apavora quem entra afoga
Só a culpa em fuga namora
A súplica da calma ignora
Fustiga a água que se molha

E todo O Ser presa do ardil

Nem à socapa pode fugir
Com o terror do medo
Já sem ter onde querer ir
Ajoelha-se ao salvador credo

A Natureza
Na sua beleza asceta
Também é má, também peca
Isabel Seixas

Anónimo disse...

Pobre Haiti. Além do terremoto ainda lhe caem em cima poesias pirosas. É o quese chama maré de azar.

IM

ps. o Excelentíssimo Senhor Embaixador não nos poderia livrar das versalhadas de vão de escada que poluem o blog ? Elas pararam por uns dias, foram substituidas por (bem mais uteis) receitas de culinária, mas acabaram por voltar de novo. A senhora "escritora" não poderia, como alguém sugere, um blog só para ela ? Trata-se de uma questão ambiental para a sobrevivência do seu belo blog.

Anónimo disse...

Ohf! IM...

Que Bom voltou...
Confesso sinceramente as saudades...
Cá na terra há uma expressão sábia...


Quem desdenha quer comprar...
Que azar o Seu ...
Sou Bem casada há quase 25 anos...

A minha sorte é que IM queira dizer Isabel Maria como sabe agora tudo Nos é possível a nossa democracia Sedimentou-se tornou-se efectivamente democrática quer queiram quer não o mérito também é do PM, quem sabe não consegue seduzir-me por esta via e fazer-me renunciar á minha mórbida e pouco original heterossexualidade, e não só à profecia da monogamia por constructo de amor e contrato Fiel.

Mas se não for o caso e os gritos do meu ID forem verdadeiros e IM quiser efectivamente dizer
Instinto Maledicente...

E se for do género Masculino ... Que aliciante adoro personagens que sem serem misteriosas forjam aureolas de mistério para se sentirem únicas... coitadas...
Estimulam-me a Pena...

Sr. Embaixador... Cada dia o Admiro Mais... Não só pelo seu versátil e inclusivo direito que encara como dever de admissão no seu Blogue, como por facultar a Sua inteligência única ao serviço das Pessoas.

Caro IM
Não Sei se consegue depreender,mas eu trabalho...embora com horário livre ou seja até ao necessário...
Como Vossa Excelência muito bem Diz a minha versalhada pirosa agrada a Gentes ...Não da Sua ...Estirpe... E pode crer que aí é que reside a sua qualidade... faça bom proveito.

Ah! só para terminar porque Merece...

Um dia...
Uma Senhora...
Em Leito de morte...
Disse-me, que a única analgesia que a aliviou do preconceito face ao seu estatuto de Mãe solteira lá na aldeia, foi a canção da Ágata "sou Mãe Solteira"...

Claro que não A conhece ainda Bem para Ela...

Nunca mais tive a autoridade Moral para depreciar ou faltar ao respeito á cultura Popular com o mesmo valor intrínseco que A Sua...
Sendo que Esta gera sentimentos positivos de alegria e vivacidade.

Que pena Estar inibido de Ver...
A Psicanálise ás vezes resulta.

Um abraço amigo...
Da sua Poeta Pirosa e Pimba
Também IM de Isabel Maria...
Isabel Seixas

PS A propósito já encetou alguma demarche para contribuir para ajudar Os sobreviventes do Haiti, é que Nós vamos organizar um concerto cujas receitas revertam para Ajudar... Fique descansado que não vou convidar IM(s)Ou mesmo Isabeis Seixas, não me subestime eu quero ajudar , Mas vou tentar convidar O Tony carreira, A Ágata, o Emanuel e depois fazemos com os pimbas cá da casa... Gosta de Fernando Pessoa? Eu amo... Mas não preciso de o plagiar... A Sra. Maria diz que não o percebe e mesmo a mim diz que tem dificuldade...

Já conseguiu ser um analgésico para alguém?...Eu já...

Anónimo disse...

Acho que nem num segundo, no momento do terramoto, eles foram todos iguais!

Helena Oneto disse...

Este anônimo "a la suite dans les idées" (como a maioria dos anônimos, não tem a coragem de assumir as suas opiniões, se tivesse, assinava o que escreve).

Creio que durante o minuto que durou o seísmo, ricos ou pobres, crentes e não crentes, livres ou presos, todos, viveram momentos de terror e pânico.
Os sobreviventes choram os seus mortos e dão graças a Deus por estarem vivos, os safados talvez se safem, as crianças talvez se salvem do horror e da miséria, talvez. Mas os responsàveis que deixaram aquele desgraçado país chegar ao caos a que chegou estão há muito sãos e salvos!

Todos iguais ? claro que não!