segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Geografia

Numa sessão da Sociedade de Geografia francesa, durante a qual hoje falei dos "desafios" do Portugal contemporâneo, foi-me muito interessante verificar o generalizado fascínio dos respectivos membros pelo belíssimo (e muito pouco conhecido) edifício da nossa própria Sociedade de Geografia (na foto), em Lisboa. E soube bem notar o respeito e prestígio que mantém em França essa grande figura da ciência portuguesa que foi Orlando Ribeiro.

Há um Portugal, talvez ainda não suficientemente conhecido dos portugueses, que muitos estrangeiros já descobriram.

2 comentários:

Anónimo disse...

Belissimo edifício, salas do outro tempo lindas, espólio fabuloso, biblioteca "ultramarina" do melhor que há no país .... mas tudo a cair de podre! A SG está há decadas sem dinheiro para coisa nenhuma. Imaginem, actualmente a sua principal fonte de receitas parece ser o restaurante. Só "existe" porque existem carolas que por dedicação aceitam pertencer à direcção ou animar algumas actividades. De realçar ainda, o excelente trabalho das bibliotecárias e dos dois curadores do museu (MC, CL)

Declaração de interesses: sou sócio da SG .... mas nada participativo.

Anónimo disse...

Sei que a Sociedade de Geografia fica em frente aos Armazéns de Sao Domingos e da Ginginha, na Baixa Lisboeta. Mas penso que nao esta aberta ao publico. Ou estarei enganada ?
Ja no que diz respeito ao livro "Portugal, o Mediterrâneo e o Atlântico" de Orlando Ribeiro tem livre acesso a todos. Aconselho-vos a leitura. Também existe o album ilustrado, ediçao de 1993 da Sa da Costa.

Julia Macias-Valet