domingo, 24 de maio de 2009

Arte Equestre

Há dias - neste caso, noites - em que sentimos que uma certa imagem de Portugal se projecta, com um impacto de especial prestígio, sobre a sociedade francesa. Foi o que aconteceu na última 6ª feira.

A Escola Portuguesa de Arte Equestre esteve em Saumur, no vale do Loire, a fazer uma apresentação conjunta com o "Cadre Noir", da École Nationale d'Équitation de França, perante cerca de dois mil espectadores, numa cerimónia a que tive a honra de co-presidir. Foi um espectáculo memorável, no termo do qual, Filipe Figueiredo, seu director, recebeu a Légion d'Honneur, a mais prestigiada condecoração da República francesa, como reconhecimento pelo seu excepcional trabalho de cooperação com a escola francesa.

A nossa escola conserva uma tradição secular de notável arte equestre, sublinhada por trajes clássicos que são uma referência de tempos idos, cultivados com empenho pelos seus integrantes, cuja qualidade e técnica só têm paralelo, à escala mundial, nas suas homólogas francesa, austríaca e espanhola. Por isso, esta é uma imagem da nossa História que nos compete preservar e promover.

Espero que a escola equestre portuguesa possa continuar a voltar muitas vezes a França e bem gostaria que a nossa comunidade tivesse ocasião de apreciá-la e de constatar como a França a acarinha. Para os portugueses e luso-descendentes que aqui vivem, é muito importante ver a França a reconhecer o que temos de melhor.

2 comentários:

Fernando Correia de Oliveira disse...

O mesmo sentimento de orgulho tive há uns anos quando, nas écuyers de Versailles assisti a um espectáculo de Alta Escola dirigido por Bartabas. Por um lado, todos cavalos eram puros-sangue lusitanos. Por outro, Bartabas e a sua troupe reivindicam-se da herança do famoso cavaleiro ribatejano mestre Nuno de Oliveira (1925-1989), um dos nomes mais importantes a nível mundial na moderna Arte Equestre. Aliás, há uma sala Nuno Oliveira nas écuyers de Versailles.

Fenêtre du Portugal disse...

Completamente de acordo.

So é pena, queiramos ou nao, (em relaçao aos franceses), nos manter-mos "na sombra" dos espanhois (escola andaluz), o que minimiza o impacto da imagem da arte equestre portuguesa.

Portanto sim, a promoçao deve ser mantidia quanto possivel.

Por varios motivos, tenho por exemplo muitas oportunidades de aconselhar franceses que vao passar férias na regiao Lisboeta, a nao falharem o "espectaculo" dado em Queluz nas quartas feiras pela escola portuguesa de arte equestre.


Até aqui fica para quem nao sabe :

Horário de Funcionamento: Todo o ano : Treinos de Segunda-feira a Sexta-feira das 9:30h às 13:00h

Espectáculos à quarta-feira às 11:00h
(Maio, Junho, Julho, Setembro e Outubro).

Localização
Palácio Nacional de Queluz
2745-191 QUELUZ
Distrito: Lisboa

Espectaculo lindissimo a nao falhar, juntamente a uma visita do Palacio de Queluz :-)