terça-feira, 31 de março de 2009

Dancemos no Mundo

Não me perguntem porquê, mas apeteceu-me dar hoje a ouvir aos leitores deste blogue o "Dancemos do Mundo", uma canção de 2000, de Sérgio Godinho.

Se não gostarem, o que duvido, passem à frente.

8 comentários:

Francsico Sousa disse...

Talvez porque Sérgio Godinho é (também) um dos grandes embaixadores da arte feita em português!

Anónimo disse...

e fez mt bem...
GFaria

Paulo M. A. Martins disse...

Apesar de em terras distantes, é sempre agradável ouvir Sérgio Godinho!
Parabéns e Bem Haja pela sua excelente sugestão!
Grande abraço.

Paulo M. A. Martins
Fortaleza (CE) - Brasil

daniel disse...

Muito bem, um embaixador a dar-nos boa música... o Sérgio G é simplesmente um grande da nossa cultura. "Hojé é o primeiro dia do resto da tua vida"...
Dribeiro

Anónimo disse...

Conheci o Sérgio Godinho e o irmão, Paulo (meu homónimo e da mesma idade – o Sérgio era um pouco mais velho - com quem por esta razão etária convivi mais), há uns largos anos, quando passava, invariavelmente, as minhas férias de Verão em Ofir (ali perto de Fão e Esposende). À época vivíamos no Porto.
O Sérgio era um excelente tipo, assim como o irmão, ambos com jeito para a música desde cedo e intelectualmente muito bons.
Reencontrei o Paulo mais tarde em Lisboa (para onde entretanto nos mudáramos), quando o Sérgio já se tinha “estabelecido” como um cantor respeitado e com público próprio.
O Sérgio, para além de um cantor que aprecio e respeito, é também o símbolo (junto com outros) de uma geração, de um tempo, sobretudo do pós-25 de Abril. Viveu-o com intensidade (assim como o irmão), a mesma com que certamente muitos o viveram igualmente. Eu incluído. E a música dele inspirava-nos e acompanhava-nos nessas nossas vicissitudes (e lutas) políticas da altura.
Caro Francisco, fez bem em menciona-lo.
Abraço!
P.Rufino

José Martins disse...

Foi com surpresa que tive conhecimento que o meu compadre Paulo Rufino (amigos do peito há 25 anos, sem nunca deixarmos de comunicar um com outro) que o Sérgio Godinho era um excelente tipo.

Ora o Sérgio Godinho, para mim, é um "tipo" que gosto muito de ouvi-lo cantar o "Brilhozinho nos Olhos" e, por algumas vezes fazer parte da discussão, do "Trio de Ataque", da RTP, em cima das coisas do futebol.

É pena que o Sérgio arraste a língua portuguesa num sotaque raro de encontrar.

De música e canções de intervenção política nunca me disseram nada e como cantor o Sérgio nunca me transmitiu ou enrolou com as suas canções.

Assim vou pela Mariza

Anónimo disse...

Sempre que ouço Sérgio Godinho não me canso de imaginar como seria, cantada, a excelente poesia que escreve.
Abr.
JR

Anónimo disse...

Outro mito que importa desfazer é a tradicional ligação do verso "hoje é o primeiro dia do resto da tua vida" a Sérgio Godinho.

A autoria deste verso é dos brasileiros Mutantes (Rita Lee/Arnaldo Antunes).

O seu a seu dono!

LPA